sábado, 2 de janeiro de 2016

devemos buscar a verdade das forças sempre, arrancar de cada pequena brecha uma nova esperança e, se for para exagerar, que não seja inflando o balão dos adversários.

Quantos não citam o trecho famoso de Gramsci, "otimismo da vontade, pessimismo da razão", sem lembrar que era parte de uma carta no corredor da morte? A razão não era uma mera atividade racional especulativa, naquele momento. Razão era o reconhecimento concreto de estar nas garras da repressão, olhando o abismo da morte.

VOCÊ E EU
(Vinicius de Moraes)
Podem me chamar
E me pedir e me rogar
E podem mesmo falar mal
Ficar de mal que não faz mal
Podem preparar
Milhões de festas ao luar
Que eu não vou ir
Melhor nem pedir
Eu não vou ir, não quero ir
E também podem me obrigar
Até sorrir, até chorar
e podem mesmo imaginar
O que melhor lhes parecer
Podem espalhar
Que eu estou cansado de viver
E que é uma pena
Para quem me conheceu
Eu sou mais [...]
EU!