terça-feira, 5 de janeiro de 2016

5\01\2016

Estou percebendo que gente muito séria está deixando claro que Dilma é o fim de uma era. Precisamos planejar o que fazer: sinto que podemos mostrar um caminho: não vamos abrir mão nunca de princípios democráticos. É preciso então politizar o povo (o que não é doutrina, é ensinar a pensar). Parece pouco, mas podemos nos empenhar em unir os(de boa vontade) blogueiros e ativistas, nessa missão: o povo não pode ser tratado como bobo. Isso já está sendo feito.
Boa tarde.



4\01\2016
sobre a matéria da Dilma na Folha hoje:
eu: Não precisamos TEMER. A Dilma não vai sair. Ela vai trair para ficar. O seu papel está muito feio. Apoia-se nos Piccianis e se aproxima da Globo, da Folha e da Veja.

2016: O ANO DE IEMANJÁ
Oxalá e Iemanjá são as Entidades que comandarão 2016. Os búzios nos informam e a notícia é a mais animadora. Oxalá é pai, a sua cor branca nos mostrando a Paz que permite a fecundação. Iemanjá é a mãe, majestade de beleza, a rainha do mar. Se 2015 começou sob a preocupação de um governo tão desejado e lutado,porém mal e contestado; 2016 nos traz uma brisa suave que vem do mar, lembrando a malemolência de Dorival Caymmi, as areias brancas do Abaeté, convite a que se faça amor e paz.
Dilma é mulher e somos nós,mulheres, que faremos juntas a revolução. Eu disse: JUNTAS! Mãe Stella diz que Iemanjá já está preocupada com tantos perfumes e flores. Eles acabam por poluir as águas do mar: ela só quer que cantem para ela. Precisamos cantar para a nossa Presidenta. Não é confundi-la com a maternidade que pede a paciência dos filhos. Dilma precisa é de palavras de bom-senso, que a orientem. No fundo, coração de guerreira pede isso. Que surjam as competências capazes de convence-la. Precisamos é falar a ela, dizer as palavras certas, e não dar-lhe palavras de elogios fáceis. Ela não é fácil! Muito menos, medíocre.
Os que estão falando dela, os analistas, os economistas, os sociólogos e os filósofos, os colunistas dos jornais, repetem-se,dizem do que não sabem, nunca viram e nem entenderam: o povo. E que fale agora este: o povo!!!
E que Dilma,nossa presidenta possa ouvir essa voz tosca, muitas vezes rouca e desafinada, que lhe ofertará a verdade da Vida.
Feliz 2016, presidenta Dilma. Saúde pra continuar.