quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

A produção de energia eólica no Brasil vai indo, perdão pelo trocadilho, de "vento em popa". Os desanimadores do governo Dilma (toda a imprensa, escrita, falada, imaginada e subterrânea) procuraram ridicularizar o que se vai fazendo um projeto bem sucedido. Estamos falando sobre as usinas eólicas. Mas, falando de energia, como vão as usinas atômicas que foram plantadas pela Ditadura? Elas ainda insistem em existir? Hien,hein??


Perguntinha que não quer calar: essa união do 'roto com o rasgado', pacificando o PMDB e acertando que não haverá tentativa de impedimento da Presidenta, assimilado o prestigio do Jovem Picciani (sem crises de ciúme), confirma que o senhor Cunha está sendo enviado aos quintos dos infernos e poderá ter seu próximo Natal em Bangu II?

Meus caros,o vídeo gravado do depoimento de Jose Dirceu ao sr. Moro, mostra exatamente o que vimos: ele está abatido (o inevitável posto em lente de aumento, pois é extremamente inteligente e hábil, exatamente o oposto de seu inquisidor) e manteve uma calma estudada e propositadamente irritadora.Suas respostas ao interrogatório foram amplas e convincentes. Pode-se afirmar, ao final dele, que Jose Dirceu felizmente não tem a ver com os desmandos cometidos em torno da Petrobrás. E fica apenas a dúvida, o que se torna o ponto mais importante: pela primeira vez, a Gestapo permite a Dirceu uma defesa de viva voz, completa e que arrasa com os desmandos de um juiz ladrão. Por que? O que está mudando? Podemos ter um fio de esperança? Sim. O Brasil será salvo.
2\02\2016

Pois então, fim de férias e providenciam aberturas mais ou menos solenes para a Justiça e o Legislativo. Porém, ninguém pergunta: por que o Executivo não tem férias? Vamos lá. Vivemos momentos tumultuados nas relações entre os Poderes. Na cerimônia realizada no STF, o Procurador Geral da República abriu sua oratória, dirigindo-se nominalmente às autoridades presentes,e não mencionando o presidente da Câmara.
Ao prestigiar a abertura dos trabalhos do Congresso, a Presidenta foi vaiada por alguns deputados, que se confundiram , imaginando-se nas arquibancadas do Itaquerão.
É uma questão de não se permitir que comece. A Presidência da República não é uma pessoa, é a chefia do Estado brasileiro. Quando ocorreu o primeiro momento de desrespeito insolente, e muitos dos envolvidos foram identificados, caberia ao Ministro da Justiça ordenar à Polícia Federal as medidas cabíveis. Débeis mentais, incapazes de entender o que significa a Presidência da República, não podem ter direitos políticos, não podem votar, devem ser recolhidos. Difícil, hoje, exigir simpatia e apoio a Dilma Rousseff, mas respeito tem sim que ser exigido.
Existe um Ministro da Justiça?



Meus caros,o vídeo gravado do depoimento de Jose Dirceu ao sr. Moro, mostra exatamente o que vimos: ele está abatido (o inevitável posto em lente de aumento, pois é extremamente inteligente e hábil, exatamente o oposto de seu inquisidor) e manteve uma calma estudada e propositadamente irritadora.Suas respostas ao interrogatório foram amplas e convincentes. Pode-se afirmar, ao final dele, que Jose Dirceu felizmente não tem a ver com os desmandos cometidos em torno da Petrobrás. E fica apenas a dúvida, o que se torna o ponto mais importante: pela primeira vez, a Gestapo permite a Dirceu uma defesa de viva voz, completa e que arrasa com os desmandos de um juiz ladrão. Por que? O que está mudando? Podemos ter um fio de esperança?