segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

05\12\16

Dizer algo novo sobre a América Latina é tarefa impossível: as suas veias prosseguem abertas, não foram suturadas. Mas é importante repetir,
 pois ainda os que acusam a existência de uma "psicose da conspiração" de Tio Sam. Quase certo,com uma pequena alteração: os Estados Unidos são movidos pela psicose, sentem-se ungidos pelo Senhor Deus Pai como legítimos "donos do mundo", o que só os "comunistas" insistem em negar. Isso é apontado por todos os seres humanos capazes de pensar: "En general, se puede decir que el Club Bilderberg sigue cada vez más de cerca de lo que pasa en América Latina, lo que prueba la red avanzada de bases militares de EE.UU. en la región, ejercicios militares continuos y la guerra de información." As ditaduras militares foram produzidas durante a "guerra fria". Agora, tempos de "paz armada" e domínio do cenário político pelos "petroleiros", produzem-se ditaduras aplaudidas por povos animalizados pela imprensa & propaganda.
Na América Latina, o roteiro foi traçado e muito bem pensado pela senhora Clinton: primeiro o Paraguai, terra de índios, arrasada no século XIX, a mando da Inglaterra e execução brasileira; em seguida a Argentina, onde a aristocracia sustenta golpes brancos. Só depois o Brasil, para que não haja também tanta demora em liquidar-se com a Venezuela. O resto será o "resto", que se liquidará em pouco tempo; o Uruguai será o pequenito teimoso, mas não poderá enfrentar a solidão. E, quem sabe, tudo indica,, logo mais os canarinhos apatetados da Avenida Paulista poderão cantar: A AMÉRICA É DOS AMERICANOS (do NORTE).


----------------------------

se cumprida a Constituição,teremos um pequeno prazo para eleições diretas à Presidência: o Congresso permanece, para garantir a ingovernabilidade e o risco é muito grande. Cá entre nós,votos populares, não são bem cotados, em termos de lucidez. Que tal o Moro, ou o Bolsonaro (pra pensar...)? Não acredito que a Constituição seja respeitada. Sinto que o golpismo está voltando seus olhos para os quartéis. Eles estão muito quietos.
Ou, Gilmar Mendes elege a Carmen Lucia. E todos vão para a praia, ao encontro do Zorba.
O Rodrigo Maia é PMDB\DEM, a bola-da-vez, não interessa ao PSDB. Quem pode comprar o apoio do Centrão e eleger quem quiser? O Gilmar, que tem poder sobre todos os congressistas, podendo distribuir muitas e muitas "cartas de alforria".

-------------------------

ELISEU PADILHA: símbolo perfeito do mandonismo coronelístico do PMDB. Ministro de FHC e de Dilma Rousseff, é o típico "rato" da política de Brasília. Hoje, "eminência parda" do governo Michel, sem as sombras de Geddel e de Jucá. Desmitifica profundamente o PSDB de FHC, o "príncipe", e de Serra o "monstro".
Previsão para ele: "guilhotina"
-----------------------------
Renan Calheiros mostra o seu tamanho (pequeno) , reagindo demagogicamente, imaginando obter apoio ao substituir-se pelo Senado ... A decisão do ministro do STF não se baseia em juízo de valor sobre o afastado, mas determina que se cumpra uma regra: na linha sucessória não há espaço para um réu.
Como o STF é hoje uma corporação política, não há espaço para afirmações taxativas. Política pequena é a que se faz no Palácio do Planalto, no Congresso e no STF.