sexta-feira, 20 de outubro de 2017

"De joelhos dobrados não é maneira de ser livre, levantando um copo vazio eu pergunto silenciosamente que se todos meus destinos aceitarão aquele que eu sou para que eu possa respirar. Círculos crescem e engolem pessoas inteiras, metade das suas vidas eles dizem “boa noite” para esposas que nunca conhecerão, tenho uma mente cheia de perguntas e um professor em minha alma. E assim vai. Não chegue tão perto ou eu terei que partir, segurando-me como a gravidade os lugares que me puxam, se alguma vez houvesse alguém pra me manter em casa, seria você. Todos que eu encontro, em gaiolas que compraram, eles pensam sobre mim e meus devaneios, mas eu nunca sou o que eles pensam, tenho minha indignação, mas sou puro em todos meus pensamentos. Eu estou vivo. Vento em meus cabelos, me sinto parte de todo lugar, debaixo do meu ser está uma estrada que desapareceu, tarde da noite eu ouço as árvores, elas estão cantando com os mortos lá no alto. Deixe comigo enquanto eu encontro um jeito de ser. Considere-me um satélite, sempre orbitando, conheci todas as regras, mas elas não me conheceram."
Eddie Vedder- Guaranteed-(Filme- Na natureza selvagem)


Mas olha aí como é a vida: me afastou de pessoas que eu pensava que seriam para sempre, e me aproximou de outras que eu nunca imaginava conhecer.

Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

obre as análises jurídicas do episódio:"masturbador no ônibus em São Paulo" algumas lembranças me renderam...
A frase RELAXA e GOZA (Martha Suplici) não vislumbra uma...

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

nnn

JOSE GENOINO, O QUE OPTOU PELO OSTRACISMO
"Quando ingressei na política, com a minha escolha radical de fazer uma política revolucionária. Mesmo correndo risco de ser preso e tudo, foi esse o caminho que escolhi para mim quando entrei na política. Eu radicalizei e me propus a seguir firmemente esse caminho."
Genoino escreveu uma história de vida que esteve em vários momentos próxima demais de Lula e de Jose Dirceu. Mas que difere das que fizeram seus dois companheiros . Mais  do que deputado federal ou presidente do PT, ele foi e é um guerrilheiro. Nordestino, nascido em Várzea Grande de Quixeramobim, viveu em Encantado, um vilarejo e depois em Senador Pompeu, uma cidade grande, de dez mil haitantes. Aprendeu a ler ensinado pela Mãe, trabalhou na roça e viveu na casa paroquial, sob a guarda do padre local, que o fez  estudar. Genoino não teve a experiência do menino Lula, na boléia de um caminhão: " Sou o filho mais velho de uma família de onze irmãos. Por ser o primeiro, trabalhei muito na roça com o meu pai. Vivíamos em uma casa pequena, fazíamos derrubadas de mata, plantávamos ecolhíamos. Minha mãe era obcecada comigo para que eu estudasse. Meu pai, que é lavrador analfabeto, não tinha essa percepção, mas ela era obsessiva, insistente nessa questão. Tanto é que conseguiu me alfabetizar sozinha. Aos 15 anos, quando eu fui estudar nessa cidade, calcei sapatos pela primeira vez. Eu não sabia andar de sapato."
A opção de vida foi pela Revolução e Genoino tornou-se político para fazer a revolução. Foi líder estudantil, ingressou no PCdoB. integrando-se aos "guerrilheiros do Araguaia". Capturado e mantido por cinco anos em prisão: "Foi muito duro para mim acompanhar a guerrilha pela prisão,sendo interrogado sobre fotografias de companheiros mortos. Eu via cabeças decepadas, eu via cabeças com tiro, eu via tantas fotografias... Eles arrancavam a cabeça dos guerrilheiros e mostravam só o slide colorido."
Liberado em 1977, anistiado em 1979, Genoino participou da fudação do PT. O que ele comenta sobre isso e sobre Lula resume o que os uniu e o que os separava: "E o Lula era um sindicalista despolitizado e criticava a Esquerda. Eu tive a oportunidade de conversar com ele pela primeira vez no sindicato, em 79, quando se começou a discutir a formação do PT. E foi nesse encontro que surgiu aquela famosa história que ele sempre repete, do momento em que virei para ele e disse: “esse partido aí, é tático ou é estratégico?”. E ele: “não interessa, eu quero é o partido”. E ele sempre falava que não tinha a menor idéia do que é tático ou estratégico. É o partido e ponto." Em palavras muito simples fica traçado o pragmatismo de Lula; e pronto.
Deputado federal por São Paulo, Genoino foi constituinte, um dos poucos a lutar por uma Constituição democrática, enfrentando os que estavam prontos a ceder e conceder, como no caso da definição de responsabilidades das Forças Armadas, quando se atribuia a elas a missão de defender a lei e a ordem. Observação ainda muito atual, ele considera que naquele momento teria sido possível a formação de um bloco que se opuzesse ao conservadorismo dos senhores da casa grande: "E eu acho que ali foi uma grande oportunidade histórica que nós perdemos de fazer um bloco social e político da Esquerda ao Centro moderno, que realizasse mudanças no Brasil. Aquela cisão, na medida em que o PSDB optou para ser uma alternativa ao PT, ele fez uma opção à Direita e isso cristalizou um caminho que agora éinevitável e vai até o fim. A história resolveu este dilema político."
Importante destacar aquilo que distingue o político consciente e maduro do imediatista que aceita acomodações. Genoino tem muito claro que o PSDB optou pela direita, pondo-se como alternativa ao PT, o que não tem retorno. Não há o que conversar e compor com Fernando Henrique Cardoso. Admitir isso, como tem sido feito, é  equívoco obscurantista. A mesma maturidade política o levou a defender a revisão constitucional em 1993, no que esteve sozinho: "Como eu era minoria neste contexto, minha campanha para deputado, em 94, foi praticamente uma campanha de um dissidente."
Jose Genoino foi se tornando a consciência crítica do PT. Não se acomodou àquilo que denominou "taticismo eleitoral", quando começaram a ser pedidos os canais de comunicação com a base social e políica do partido. Os equívoco marcaram os primeiros momentos do governo Lula: "acabamos anistiando o governo a que nos propunhamos a suceder...
O Governo fez o correto, mas deveria ter ido além na avaliação do governo anterior."
A "Carta aos Brasileiros" deixa muito claro que a eleição de Lula foi possível graças à moderação, à negociação. Não foi eleito um presidente revolucionário.
Mesmo tendo se mantido um revolucionário, criticando os caminhos da concessão e dos acordos, Genoíno foi levado à presidência do Partido, possivelmente uma decisão pessoal equivocadamente otimista: "Disse que poderia presidir o PT com representação e articulação política, ou seja, como representante legal do partido. Eu não iria, portanto, cuidar de pessoal – e por isso não acompanhava as nomeações indicadas pelo PT no Governo. Também não acompanharia a administração nem as finanças do PT, até porque eu sempre tive muita dificuldade com administração financeira. Meu negócio seria cuidar apenas da parte política. Administração e indicação de pessoal, além das finanças partidárias, eu não quis assumir. As pessoas já conheciam o meu perfil, a minha história."
Em seu depoimento, anotado por Denise Paraná, no livro "Entre o  sonho e o poder", Genoínoconfessa te cometido muitos erros, privilegiando os desafios de representação política, não enfrentando a tendência à burocratização e ao personalismo que sufocavam o coletivo: "Não conseguimos criar mecanismos que dessem mais oxigênio para a vida partidária, nem fortalecemos a co-responsabilidade dos órgãos coletivos do partido... a minha maior responsabilidade enquanto presidente do PT foi a de não ter tomado todas as medidas políticas exigidas pela nova fase em que o partido vivia. Não tinha conhecimento, nem procurava ter, do volume, nem dos detalhes, nem tampouco dos métodos de levantamento de recursos financeiros. Nunca fiz nem participei de reunião com o Marcos Valério para tratar de questões de dinheiro, como arrecadação e repasses de verbas. E quando havia quaisquer demandas de aliados ou do PT da campanha eleitoral de 2004, eu passava a conversa para o Delúbio."
Jose Genoino foi condenado pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha pelo Supremo Tribunal Federal em 9 de outubro de 2012. O ministro Joaquim Barbosa outorgou-se o direito de "presumir", faltando a ele quaisquer competências que lhe permitissem saber quem condenava: de qualquer forma, ao Supremo Tribunal Federal não agradam as figuras de revolucionários.
Antes do indulto que lhe concederam Dilma Rousseff e o STF, ele se aceitou e recolheu-se ao silêncio dos que foram convidados ao ostracismo: nem o PT, nem Lula,  nem Jose Dirceu, ninguém esteve ao seu lado. Sim os amigos e admiradores apenas. Não se ouve mais a sua vóz, mas ela nos diria ainda palavras sábias: "Penso que o PT pode sofrer uma diminuição em sua votação tradicional e que iremos assistir a um rearranjo no sistema político partidário do país. Teremos, no meu ponto de vista, que intensificar as alianças à Esquerda e ganhar o centro. O ideal seria que fizéssemos um bloco mais permanente, na forma de uma frente com o PSB e com o PCdoB. Esse período de reformulação do PT será um processo mais longo eextrapolará o período das próximas eleições." É muito provável que Dilma Rousseff hoje o entenda. Faria bem a ela poder e querer ouvi-lo.
Saúde, José Genoino, guerrilheiro,brasileiro.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

31\08\17

Em qualquer edificação, seu desmonte tem de começar pela parte mais alta. Salvo o caso de implosão em que se minam as raízes e alicerces e que tudo vem abaixo sem seleção de partes. Mas em uma sociedade em que os sabotadores querem agir com fins de ter proveito material, há que se ater a regra natural do desmonte das últimas peças colocadas e sucessivamente para proveito do que houver para seu lucro. Aos facínoras , a maior fonte de desconforto é o império de moralidade, de ética, de honra. E, não por acaso, são esses ornamentos da sociedade que precisam eliminar para o conforto que almejam. Como poderiam conviver os ladrões se houver uma justiça ou aplicação de lei ou regras de ética? Disso dessumimos que toda a mixórdia que desabou sobre a sociedade brasileira se fez sob programa de risco calculado, de conluio vil com os ávidos conquistadores de nossos bens. Sobre o corpo social havia um presunção de justiça, de respeito a uma constituição que deu organicidade ao país e aos cidadãos que deveriam zelar pelo bem comum. Disso decorreu a destruição desse princípio. 
Para que serve uma constituição que amarre os espertos? Comprados os juízes como se fosse uma Eva que lhes ofereceu a maçã tentadora de salários multiplicados, viagens e diárias sem fim, verbas adicionais para comer,vestir, ler, compreendendo prole e mancebias,quem iria resistir? Afinal os probos nada mais são do que senhores feudais querendo ascensão! Desonrado o espírito da casta, vários símbolos caíram de uma vez só. Viu-se a adesão total como se o "fruto da árvore proibida' fosse irresistível.   Juízes e seus corregedores (CNJ), acharam um meio malicioso de críticas que deram a si os frutos de uma lei orgânica que  valeria mais do que a Constituição.  Brilhante interpretação que permitiu aplausos aos gozos gerais. Como togas têm um incrível sistema de vaso comunicação, os doutos e ilibados procuradores seguiram 'pari passu' todas as conquistas.  Também outras tribos uniformizadas de conselheiros já passou a auferir igual tratamento, afinal TC também tem força e cacife para mutretas.  Derrubada essa cúpula , o resto veio como se compusesse o pacote. Dissolveu a restrição a que juzes não fossem concomitantemente políticos e vice-versa. Ninguém mais sabe quem dá sentenças e esse segredo passou a ser a alma do negócio. Banqueiros mandam na exata proporção de tamanho de seu Banco. Figurões de outras áreas podem ter habeas corpus preventivo de qualquer crime, ainda que infamante como estupros ou homicídios... 
 Para não carregar as cores da corte suprema distribuíram para calouros de primeira instância missões solertes de perseguição e que visava impedir qualquer volta de uma política ligada ao bem comum - Quem disse que togados pertencem a esfera comum? À esse desmonte da abóbada da organização quem iria ter veleidades de respeito ou decência?  Tudo virou festa!  Não há por que se cobrar decoro em outras áreas. Se desembargadores já provaram ser deuses e confirmados pelos seus anjos irmãos a ponto de condenar quem os aconselhe, os demais prestigiosos do país também tem fito de ter igual divindade. Daí senadores , deputados e demais querem legitimidade para usar, gozar e abusar da coisa pública. Os canalhas que entregaram o país em 1964 foram incapazes. Ficaram só na obediência a pátria-mãe, EUA.  Os de agora sim, obedecem, mais articularam uma diplomacia que lhes dá foros de nababos e, a menos que uma guerra arrase esses patrocinadores, o Brasil está devidamente desarticulado e subordinado aos seus caprichos de eunucos que vestem as roupas dos califas e se refestelam nas almofadas do harém.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

A  falta de cultura  gera o desastre.  Desde o surgimento da burguesia e do trabalho em função do capital,após a primeira máquina a vapor, toda a produção teve de ser medida entre o lado da propriedade de meios e o trabalho. Mencionado por Marx que deu o esclarecimento fundamental sobre a FORÇA: única força do trabalhador, isto é, de sua união. Para haver contraposição aos abusos do capital os trabalhadores somente uma alternativa - UNIÃO E GREVE.  O capital tem de sentar e negociar quando o trabalho impõe por esse meio o entendimento que dará equilíbrio as relações de mercado.  Se os trabalhadores forem servis e manipuláveis a mídia infame os matará.
http://nildouriques.blogspot.com.br/2017/08/carta-aberta-militancia-do-psol.html?spref=fb

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

16.08.17

Faz de conta que temos HONRA. Faz de conta que somos racionais.  É inculcável o ânimo de toda a filosofia em dar aos princípios que nos conduzem a face que distingue o homem do animal.  Tudo o que tange estudo de ÉTICA mostra a intenção de perfeição e de pureza a nos presidir a convivência. Dentro desse escopo Montesquieu deu nome a uma obra como o ESPÍRITO DAS LEIS, dando a estas a dimensão que as põe acima de uma retórica fria ou falha. Isso posto, como caráter da cultura que desenvolvemos, não há como se ocultar que a cegueira eventual ou proposital em desprezar o lado da honra e mais virtudes na condução das normas atenta contra nossa natureza de racionais. Vem ao caso essa digressão por estarmos há 2 anos em que houve o cometimento de um crime que pende sem sequer reexame que lhe dê definição para se atribuir autoria ou mesmo enquadramento legal devido.  Quando se fez a encenação do GOLPE planejado e dirigido por país estrangeiro, não faltaram artistas a servir de capachos (via dólares) para encenação. Assistimos, sob pasmo, os beócios do senado dando continuidade à ridícula votação da câmara e tudo sob coordenação (ou ponto) do STF.  Foi um enxurrada de ignomínia que cegou a todos que, surpresos, ficaram nesse estado de choque paralisante de quem sofreu um ataque ou acidente maior do que as forças que tinha para resistir.  Só que, passada a tempestade, o tempo foi se abrindo e a verdade veio à tona. Hoje já se constatou que tudo foi uma pantomima oprobriosa.  O próprio golpista mor, ao assumir criminosamente o lugar de presidente ilegitimo do país foi aos EUA, patrocinador, e disse que a presidenta não foi deposta por transgressões ou crimes e "SIM POR TER SE NEGADO A EMPREENDER UMA POLÍTICA QUE ERA DE INTERESSE EMPRESARIAL LOCAL E INTERNACIONAL, CUJA ADOÇÃO INCLUíA AUSTERIDADE E/OU IMPOSIÇÕES NO CAMPO TRABALHISTA-PREVIDENCIARIO"  ou seja, foi a assunção de que o golpe pôs acima da democracia, a autoridade de uma fiesp ou assemelhada, que querem benesses fiscais e econômicas aos seus sócios em detrimento do princípio de republica e democracia. Seguindo, a ação do tempo mostrou que NÃO E NUNCA HOUVE AS PEDALADAS CANTADAS PELOS PULHAS (incluindo bicudos, janaínas e realis). E a presidenta nem teve ação pessoal em qualquer dos fatos que se  valeram os ensandecidos amotinados mercenários.  MAIS...a Procuradoria mandou arquivar o processo em que se acusava a ré por falta de crime!  O REI FICOU NU !  Só não veem essa nudez os performáticos e empertigados ministros golpistas do STF. Como cavalos xucros recusam ter senso de responsabilidade e intenção de restaurar a ORDEM.  Fazem a figuração de pai que expulsa sua filha de casa por ter sido acusada de conduta indigna e a lança ao chão da sociedade em pretensa defesa de moralidade familiar. E depois, verifica que foi enganado e que não havia a imputação infamante não TEM A CORAGEM DE SE REDIMIR...  TODOS NÓS VIMOS QUE NÃO FALTOU AOS MINISTROS SUPREMOS A "CORAGEM" PARA O FARSESCO RIDÍCULO...  POR QUE LHES FALTA A MESMA CORAGEM PARA AGIR PELA DECÊNCIA ?  Fizeram os 'probos' do STF o papel nefando de irmãos que venderam JOSÉ DO EGITO, por conta de aumento salarial, ou inveja, ou cretinice mesmo. Tiraram uma presidenta legítima sob acusação falsa que nem examinaram e ratificaram ignominioso GOLPE.
E PERMANECEM NA POSTURA DE MÚMIAS, INSENSÍVEIS A MORAL, A HONRA OU A LEI QUE LHES CABE CUMPRIR.  Por enquanto estamos em país em que FAZ DE CONTA QUE HÁ HONRA, JUSTIÇA E SERES RACIONAIS... como uma ficção...  

terça-feira, 15 de agosto de 2017

LULA deveria saber, que a Justiça, em todos os seus níveis, está comprometida com o "golpe branco": desde o juiz de primeira instância, ao de Curitiba, até ministros do STF, desde os Tribunais de Contas até a Procuradoria Geral da República. As críticas feita um dia por Lula ao STF foram suaves por demais, ...mas não teriam sido a pá-de-cal?

terça-feira, 8 de agosto de 2017



convite para pensar: "Não houve, com os oito anos de governo FHC, um ato de traição, com a submissão da soberania nacional. Ao sistema financeiro internacional. Mas o continuísmo conservador que foi e é a marca da cultura política brasileira."

"O inquisidor Dallagnol é membro da Igreja Batista de Bacacheri, bairro de Curitiba, onde costuma ministrar palestras com seu indefectível powerpoint. Usa de imagens fortes para impactar as plateias. O mesmo sujeito que apontou Lula como “comandante máximo” e “grande general” da “propinocracia” gosta de lembrar que “a corrupção é uma assassina sorrateira, invisível e de massa”, uma “serial killer que se disfarça de buracos de estradas, de falta de medicamentos, de crimes de rua e de pobreza”.
O analfabetismo fanático que empolga as cabeças vazias dos que, se tivessem covardia suficiente, andariam pelas ruas a espancar os que pensam.


A situação do nosso país é de calamidade, principalmente por vermos ignóbeis terem assumido o comando com cumplicidade vergonhosa de poder que deveria ser moderador e zeloso pela lei. Quase pachorrenta a ação de togados em coordenar prazos e permitir que um Cunha, já conhecido vinculado ao crime, fizesse seu espetáculo vergonhoso de votar pelo impedimento da presidenta. Nem se deram ao trabalho de ao menos objetar a não existência de crime previsto em lei e nem de alertar para as consequências funestas que adviriam de colocar pessoas desqualificadas (sem votos do poder legitimo da população). Foi em um roldão que togados viraram vedetes de TV, expressando frustrações de pasmados e invejosos dos pueris comentaristas de politica. Apesar da repercussão internacional, não se abalaram em disfarçar omissão e pautar um julgamento que isentasse um poder que deveria ter honorabilidade. Com esse cometimento coletivo do crime deu-se a situação que vemos - Nossas riquezas sendo apossadas por estrangeiros ,direta ou indiretamente com mãos americanas. O país sem defesa afunda em seu próprio caldo imundo de vexame e vítima de visão exógena a pautar nossa vida social. Jogaram no lixo as conquistas trabalhistas de mais de 60 anos lesando brasileiros que não tem defesa de ninguém, visto que militares se juntam aos interesses americanos. Mais ainda 'inventaram' um deficit na previdência, desmentido pelos que nela labutam e controlam e sem sequer admitir que os maiores devedores e inadimplentes são sempre perdoados e ainda teriam débitos em volume de mais de 1/3 do inventado deficit. A sociedade, pega de surpresa, ainda nem sentiu o tombo que está levando (vai sentir), É de reconhecido valor uma frase atribuída a S.Tomás de Aquino de que "tudo o que vai ao cérebro passa antes pelos sentidos' (nihil est in intectu quod prius non fuerit in sensu), e os estômagos sentirão o vazio a que lhes estão condenando. Porém o mais escorregadio terreno em que os ignóbeis do comando estão pisando virá de suas ambições. Querem ter lucro até em cima de horário de refeições ou contratos leoninos de trabalho e, claro, ganhar sempre em cima da mão de obra. Como disse o economista José Dari Krein: - "O salário não é custo, também é renda. O seu rebaixamento implica a retração do consumo" .Claro!! É aí que se abrirá o abismo. Se nossas industrias já estão com pouco mais da metade de sua capacidade produtiva virarão perto do ZERO! Os 'patos amarelos' perderão seu sorriso quando se virem lidando com vísceras comuns ao matarem a galinha dos ovos de ouro.
Tudo o que foi motivo de alegria na década do PT será agora reconhecido/sentido. Já está havendo devolução de concessão de aeroporto(Viracopos), mais estamentos comerciais sofrerão por falta de demanda e terão de dizer : como era verde o meu vale.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Para o legado da câmara que morreu ontem fica a hecatombe de Mariana!
A morte iguala as pessoas?

E aí temos a Justiça a desserviço da Nação, do bom-senso, usando palavras enigmáticas em frases mal construídas.

Dificilmente o STF deixará de punir Lula, pela avaliação feita sobre a "suprema" Corte. Houvesse dignidade, e o STF, ainda que condenar Lula à prisão, deveria, em respeito à Nação, chamar a si a responsabilidade de julgamento.

LULA sabe, ou deveria saber, que a Justiça, em todos os seus níveis, está comprometida com o "golpe branco": desde o juiz de primeira instância, no interior paulista ou de Curitiba, até ministros do STF, desde os Tribunais de Contas até a Procuradoria Geral da República. As críticas feita por Lula ao STF são até suaves, mas não terão sido a pá-de-cal?

O ponto máximo da alienação dos imbecis que querem a quebra da Ordem: deixam-se acolher pela FIESP, o símbolo do pré-capitalismo explorador de mão-de-obra escrava.


O Procurador Geral da República é leitor inveterado de Kafka, de quem aprecia em especial "O Processo" e "O Castelo". Também lê e relê "Alice no País das Maravilhas". E assim caminha o Brasil.

 panos quentes servem para compressas:

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

A obra da Ditadura está concluída: prostituiu as instituições e os políticos. A condenação arbitrária e repugnante de Jose Dirceu comoveu a todos, mas a prostituição do STF já existia e estava sendo praticada. 



Uma previsão feita por Celso Furtado em tempos idos, analisando a que levaria a política econômica de Roberto Campos & Mario Henrique Simonsen, apontava para um processo de "ruralização" do Brasil. Foi criticado por equívoco, que o "milagre brasileiro" pareceu desmentir, mas apenas adiou. Com os fabulosamente equivocados desgovernos que se seguiram à "redemocratização", o modelo está se impondo com gloriosa força. O Brasil está com seu destino traçado: exportador de grãos, enquanto os povos da mata vão sendo liquidados; e exportador de minério de ferro, enquanto a sua siderurgia caminha para o esgoto. O governo dilma-mosquita apoia tudo isso. E que a Vale-Samarco destrua um grande pedaço do Brasil. E daí?
E então não há mais um mínimo do mínimo de pudor? E vamos ficar por isso mesmo, em nome da "liberdade de imprensa"?

É muito lixo para um País só. Existe alguma possibilidade de tudo isso ser apenas pesadelo?

Em 12 anos, Lula e Dilma colocaram 6 bilhões de reais em propaganda na Rede Globo. Isto já em pleno vigor da Era Digital, que transformou a tevê numa mídia-dinossauro. Qual o sentido disso?

os Bragança entregaram o Portugal à Loira Albion, para que pudessem ter a coroa na cabeça. Temer entrega o pré-sal, para terminar o seu mandato.

A justiça brasileira prossegue sendo prostituída pelo STF. Fazendo-se poder máximo da República, permitindo que um juiz de primeira instancia pratique atos dignos da Gestapo, os "ministros" estão usando e abusando das fraquezas notáveis de um Executivo enfraquecido pela sua incompetência lastimável.

Eco
"Nem todas as verdades são para todos
os ouvidos. Nem todas as mentiras podem
ser suportadas. Certas coisas se sentem 
com o coração. Deixa falar o teu coração,
interroga os rostos, não escutes somente
as línguas"...
–– Umberto Eco (1932-2016).

segunda-feira, 24 de julho de 2017

23\07\17

Muito se propala nas comédias da vida e na própria história sobre a 'esperteza' dos malandros que tudo fazem pelo lucro e proveito sem sequer ter preocupação com demais viventes nem mesmo com seu futuro. Mostram sua limitação de alcance intelectual como se afundassem o barco para atingir seu desafeto. Mal iniciou o governo do vice golpista e em menos de um ano já se observa aumentada mendicância nas grandes cidades. Seu rumo destruidor das conquistas reduziu auxílios como bolsa família, sua política promove despedidas de empregados e fechamento de pequenas empresas,como se fosse uma bola de neve: menos empregos, menos dinheiro, desistência de estudos dos pobres que se amparavam em bolsas, etc. Toda a 'mexida' na CLT visou dar mais lucros ao patrão e menos direitos ao empregado. As perspectivas da previdência forem calculadamente divulgadas até com falsidade por intuitos políticos. Ou seja, ao capital, TUDO, ao trabalhador, NADA. Os empresários poderão tirar ferias e féria dos seus empregados. Não terão mais amolação de ações trabalhistas por sua conduta escravagista. Poderão livremente despedir ou trocar com ganho qualquer impasse. E a consequência? Precisariam enxergar que o distanciamento que tudo isso provocará mudará a homogeneidade da sociedade. Haverá por lógica, redução de compradores para seus produtos.
Comerão a manteiga que fabricam? Ou se enforcarão nos fios de sua indústria? Poderão, por pequeno prazo, gozar as delicias de se sentir reis em terra de pobres...e daí? De que lhes adiantará ter um olho em terra de cegos? Precisariam ver que se pobreza não gera necessariamente crimes, sua perpetuação atinge estômagos, e estômagos precisam de alimentos e, sem dinheiro o crime virá ! Virá, com força. E serão os riquinhos tolos as principais vítimas... Sim, os que tem o que ser roubado estarão na mira do ladrão. Disso se conclui que estão atirando em seus pés! Ganham hoje o que entregarão chorando amanhã ! Muito já se falou sobre o reerguimento dos EUA após a crise de 1929, em que Roosevelt pregou um programa (New Deal) de fortalecimento do mercado interno como salvação do pais. Não foi muito diferente do que Lula fez aqui no Brasil e que todos tiveram de engolir 'a marolinha' que transformou a crise de 2008 em nosso país. A ideia de que os trabalhadores tenham maior participação nos bens e lucros da sociedade vem de muito antes. Henry Ford já pregava como meio de vender os carros que produzia e fez escola que ainda é estudada (e que está olvidada pelos sábios seguidores do governinho temerato).

É de se lamentar a exposição de estupidez festejada por FIESPs e demais ramos patronais, em seus risos imbecis. Estão cavando a própria sepultura e transformando um país que mirava a prosperidade em curva para um passado tenebroso, onde a casa grande esfolava sem dó seus escravos.




SÓ QUE HÁ CIRCUNSTÂNCIAS DIFERENTES E NEM TODOS OS TOGADOS ENGRAÇADOS E COVARDES PODERÃO DAR PROTEÇÃO AOS NÉSCIOS QUE TIVERAM SEU APOIO PARA O GOLPE - TODOS SERÃO VITIMAS E O BRASIL SUCUMBIRÁ NAS MÃOS DOS EUA QUE ORIENTA ESSE RUMO TÉTRICO.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

4\07\17

Hoje descobrimos com colocação no 'FACE' insinuando um 'acordão' que estaria inibindo e calando vozes do PT , mantendo-o silente, ignorando o caso cínico do Aécio. 
O que representa esse silêncio? Foi esse cafajeste que detonou o inicio do golpe (já planejado), que jogou o governo e o pais ao caos que estamos presenciando. Foi tb por suas hostes que vimos o conluio togado de condenação sem provas de tal Rosa, de atribuição de crime sem lei de JB com eco de Fux e inércia mental e oral de seus pares. Enquanto tais togados estraçalharam a lei para destruir o PT, vimos medo e covardia da direção partidária que sumiu da cena, a ponto das manifestações (poucas) havidas, terem somente cores da CUT. O PT, cujo falcão teve voo de galinha, nada fez. Agora, quando sem querer querendo a policia e PGR tiveram de alcançar os criminosos 'de fato' - divertiram-se em prosa e verso, com fotos e tvs -
o que faz o partido?
Silenciou? Onde está o brio e sangue para reagir e honrar a própria militância humilhada? Por que essa falta de voz à cobrar criminosos que nos abateram?
Há um livro de Roberto Freire (psicanalista,jornalista e escritor), cujo título cai como uma luva para o partido e seus dirigentes: "SEM TESÃO NÃO HÁ SOLUÇÃO." Pois é, o partido tem dever de agir em sua luta mostrando sua garra e não somente dissidências internas que o anulam, como se viu na defesa de Dilma. E...ficando a insinuação de ACORDÃO positivada, nenhum seguidor pode levar a sério as diretrizes que recebe. Ao menos pela memória de lutas e pessoas como o Zé Dirceu ou seu tesoureiro, que cumpriu pena injusta, ou pela presidenta que se defendeu sozinha; o PT sob nova direção tem de nos tirar a dúvida de ter essa intermitência em seu posicionamento. Ao menos para responder a FOTO em que o Moro e o boçal se beijam, ou quase, na risonha sanha dos covardes, que correu dias e meses nos meios midiáticos por sua significação torpe.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

 5\7\17

Lembro de ter lido uma definição de 'ponto de vista' que segundo o MILLOR era aquilo que nos levava a xingar o motorista enquanto pedestre e xingar o pedestre enquanto motorista.  Vem ao caso, agora, uma situação que lembra muito esse raciocínio. É da praxe em nossa  vida ver julgamentos dos juizes se comunicando e aceitos pela inércia moral e pela acomodação dos macunaímas nacionais. Só que nesta Estação da Via Crucis em que a Justiça  nos colocou, há um despertar de nosso instinto de sobrevivência e dúvida sobre TODAS as autoridades constituídas e,  inevitavelmente, se inverte a origem dos julgamentos.  A cada brasileiro HONESTO surge a dúvida de onde se está conduzindo nosso país sob GOLPE coordenado pelo STF - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL... Como podem os contribuintes analisar um corpo que tem poderes delegados pela Lei para dirimir as questões em sua última palavra e dar validade e conformidade aos dissonantes 'imbroglios' da política ou sobrevivência social, quando veem tais autoridades com olhos cúpidos nas arestas de suas próprias criações se tipo LOMAN para ação de sugar o sangue do erário para seu gozo e benefício exclusivo?  E, no momento agudo em que vivemos o crime ruidoso de um GOLPE contra a democracia e atingindo e ceifando a manifestação dos eleitores (em sua maioria), a ação dessas ditas autoridades se omitiram covardemente deixando que o DIREITO fosse dito por leigos famélicos e espumando de ânsia de roubar o poder? Essa COVARDIA que marcará a memória social se fez seguir por um funesto desfile de togados em cortejo a um escroque escolhido para lhes dar mais um "aumento salarial"... Seria apenas um exemplo de mesquinhez e formação canhestra a se mostrar dominante no grupelho que não se dava ao respeito, mas e após?  Que fez esse plantel a quem a lei defere o maior salário público nacional? Com ventres fartos passaram a 'giboiar', esquecendo-se de que o golpe que ajudaram na perpetração estava pondo o país como frágil embarcação em um tormentosa maré de ações antibrasileiras, antirrepublicanas e antissociais? Até um bissexto general vem de nos classificar com 'nau sem rumo'.  Podem todos os togados continuar em seus recessos dormindo seus ricos sonhos e esquecer que o golpe se descobriu com as investigações, como fruto de compra imoral e deslavada dos legisladores que votaram o dado IMPEDIMENTO, sob tal suborno que tisna as lindes do próprio STF por seu membro robusto mais saliente? Por que não quiseram até o momento dar uma analisada nessas circunstâncias que jogaram o Brasil no mar de lama em que se afunda como em uma areia movediça? Com todo o poder teórico em que se colocam estão, queiram ou não, esses togados e muitos de seus braços nefastos sob julgamento dos brasileiros que lhes pagando, tem legitima expectativa de ter sua ação de dever. Até quando se extasiarão com seus regalos e se omitirão? Talvez ninguém tenha poder de proferir uma ameaça real, mas ninguém igualmente pode descurar que a há no ar. As revoltas provêm dos estômagos e fígados que, no momento de saturação podem dar vazão ao retorno do ódio que estão semeando. Como se dizia nos compêndios de Direito Romano - Até quando Catilina, abusarás de nossa paciência?
nnn 5\7\17

Máscaras são das mais antigas formas de simulação. Iniciou-se, provavelmente, no teatro e ficou em uso no âmbito do crime. Há as que enfeitam e as que horrorizam, mas quase nunca traduzem coisas honestas. Sua popularidade parece ser crescente, ao menos é o que se registra em nosso país. Disputam primazia em seu uso os 3 (três) poderes e suas extensões.  Do EXECUTIVO:  É como boi de piranha, alvo de mais visão e consequente crítica. Já se tornou clássica a marca impressa por alguns notórios governos o 'Rouba mas faz'...Para disfarçar seus roubos e mais crimes se mascara de ter ação realizadora e, com razão, quanto mais obras mais oportunidades de consumar seus roubos. E com a titularidade de boi de piranha toda a boiada atravessa quase imune durante o período ou lustro em que se divertem. Bem por isso se criaram tribunais de contas...quanta ironia! Agregaram mais um grupelho para participar e com poder de coação - se não nos favorecer não damos como boas suas contas! Embora seja o mais visado pelas criticas é também o que tem alguma escusa. Fica injusto cominar ao titular do poder todos os roubos do rol de seus auxiliares. Afinal se a um homem é difícil flagrar adultério de cônjuge, como exigir isso de quem cuida de um harém? Do LEGISLATIVO: É o mais versátil e também o mais disfarçado em seus cometimentos porque usa a desculpa de que tudo tem chancela do executivo - como se não houvesse o 'jogo combinado' ou mesmo o patrocínio do executivo nas leis que se encomendam. Mas são os mais sutis. Sabem como ninguém colocar uma alínea, ou parágrafo clandestino em qualquer projeto e obter êxito pessoal, visto que sempre recebem bem, muito bem, pelos que encomendam essa ação com endereço visível. Como se fosse um matadouro, os legisladores ganham em tudo. só não vendem o berro do boi! Vendem cargos em seus populosos gabinetes e muitos com participação nos vencimentos dos auxiliares e fazem disso seu escritório eleitoral para perpetuação nas funções que, assim, são altamente lucrativas. Bem por isso vemos ricos proprietários e empresários com lugar nos pódios eleitorais como se contribuíssem com um múnus público. Do JUDICIÁRIO: É quase risível se ter como nome do poder a alusão a JUSTIÇA.  Talvez nas origens teóricas da idealização de república houvesse esse vínculo. Mas hoje, a evolução de vaidades e ambições já fez por descaracterizar qualquer ligação. Como se pensar em justiça por quem dá lições de aproveitamento em causa própria de tudo o que é do erário, do contribuinte e de usar prerrogativas de cargo para ter exclusividade de todas as benesses. Criaram uma lei de auto benefício (loman) que fizeram aprovada pelo legislativo com evidente uso de sua força (ou aprova ou vai se ver em nossas malhas de poder). Quiseram os Constituintes dar algum limite a essa artimanha e fixaram um 'teto' aos seus ganhos, mas eis que em erudita e bizarra interpretação da mesma lei conseguiram com exclusividade ser diferentes de TODOS os demais servidores públicos em ganhos imorais paralelos. Dão lição até a juristas internacionais de exegese e profícuas formas de criação legal que gerem proveitos. Qual garimpeiros, se houver algum beneficio salarial em qualquer parte, no dia seguinte já estarão a postos para disputar o mesmo terreno. Agora se puseram como paladinos da moralidade (sem risos, por favor), e mostram publicamente o despudor com que seus escolhidos agem - com partidarismo, ódio, proveito de funções, recepção de peitas nacionais e internacionais. Usam e abusam dos cofres para sua ação persecutória partidária, em fazer delações e vazamentos de dados processuais a seus patrocinadores e cabalam medalhas dos ingênuos e ignorantes servis de outras sinecuras.  BENDITAS MÁSCARAS QUE DÃO DISFARCE AOS ROTUNDOS E NUTRIDOS BRASILEIROS DE 'PRIMEIRA LINHA'...
5\6\17

Hoje descobrimos com colocação no 'FACE' insinuando um 'acordão' que estaria inibindo e calando vozes do PT , mantendo-o silente, ignorando o caso cínico do Aécio. 
O que representa esse silêncio? Foi esse cafajeste que detonou o inicio do golpe (já planejado), que jogou o governo e o pais ao caos que estamos presenciando. Foi tb por suas hostes que vimos o conluio togado de condenação sem provas de tal Rosa, de atribuição de crime sem lei de JB com eco de Fux e inércia mental e oral de seus pares. Enquanto tais togados estraçalharam a lei para destruir o PT, vimos medo e covardia da direção partidária que sumiu da cena, a ponto das manifestações (poucas) havidas, terem somente cores da CUT. O PT, cujo falcão teve voo de galinha, nada fez. Agora, quando sem querer querendo a policia e PGR tiveram de alcançar os criminosos 'de fato' - divertiram-se em prosa e verso, com fotos e tvs -
o que faz o partido?
Silenciou? Onde está o brio e sangue para reagir e honrar a própria militância humilhada? Por que essa falta de voz à cobrar criminosos que nos abateram?
Há um livro de Roberto Freire (psicanalista,jornalista e escritor), cujo título cai como uma luva para o partido e seus dirigentes: "SEM TESÃO NÃO HÁ SOLUÇÃO." Pois é, o partido tem dever de agir em sua luta mostrando sua garra e não somente dissidências internas que o anulam, como se viu na defesa de Dilma. E...ficando a insinuação de ACORDÃO positivada, nenhum seguidor pode levar a sério as diretrizes que recebe. Ao menos pela memória de lutas e pessoas como o Zé Dirceu ou seu tesoureiro, que cumpriu pena injusta, ou pela presidenta que se defendeu sozinha; o PT sob nova direção tem de nos tirar a dúvida de ter essa intermitência em seu posicionamento. Ao menos para responder a FOTO em que o Moro e o boçal se beijam, ou quase, na risonha sanha dos covardes, que correu dias e meses nos meios midiáticos por sua significação torpe.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

sambas: https://www.youtube.com/watch?v=a_pYIieqm_c

https://www.youtube.com/watch?v=a_pYIieqm_c

sábado, 1 de julho de 2017

http://www.correiodobrasil.com.br/curiosidades-belicas-no-horizonte/

sexta-feira, 30 de junho de 2017

30\06\17
DO TERROR QUE NOS AMEDRONTA - O BANDITISMO VAI CONTINUAR

Estamos vivendo um pesadelo! A cada dia pensamos que ao acordarmos veremos luz, esse sentimento vem como a música 'roda viva'(Chico Buarque)- "a gente quer ter voz ativa/no nosso destino mandar/mas eis que chega a roda viva/ e carrega o destino pra lá...".
Mesmo as pessoas mais calmas e otimistas, que passaram por crises outras,confessam seu medo. Tudo indica que os maiores e mais capazes bandidos no mundo do crime, assumiram o poder.
Já não dá para se ver nem a exceção de praxe. Quem imaginou um dia nosso país tendo um STF sob ordens (de fato) de ministro protetor dos maiores canalhas? De um fantoche colocado pelo Tio Sam, à entregar tudo o que pedissem, valendo-se de um ministério de condenados ou indiciados em todos os crimes e corrupções? Se antes nos incomodávamos com delitos de imoralidade dos togados em sua eterna prática de furto ao erário mediante bizarra interpretação de uma 'loman' que abriga mais crimes do que normas, de sabê-los em sua sistemática prática de nepotismo para abrigar suas crias, hoje vemos que perderam as peias e escrúpulos, e que por dinheiro, tiram titularidade até da presidência do país! Esse é o retrato do país que nos apavora. Nem em filme de terror 'franqueinstein' nos impressionaria como os reais bandidos que operam leis e poder. Nessa apavorante espera,hoje surge, via GGN, a pérola, "Deputados analisam, na surdina, o Projeto de Lei 5.065 de 2016, de autoria do delegado Edson Moreira (PR-MG), que classifica como atos de terrorismo a prática por um ou mais indivíduos dos atos previstos neste artigo por motivação ideológica, política, social e criminal". Ou seja: O banditismo continuará,queiram ou não os demais. E, sob exame dos especialistas deputados que já mostraram seu caráter na votação do cunha qual boiada em estouro. É como se dissessem: temos uma arma poderosa para quem quiser contestar qualquer ação dos bandidos engravatados- será categorizado de terrorista.
Bom... não fosse tão séria a situação, seria cômica como o famoso verso do Chico:" CHAME O LADRÃO, CHAME O LADRÃO!" ...hoje nem podemos fazer diferença - Todos ladrões e bandidos. O país se afunda num caos pela ação que começou com o golpe e está em galope crescente direção ao abismo.
Ai, ai... Só mesmo evocando o poeta: "Deus! ó Deus! onde estás que não respondes? Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes. Embuçado nos céus?"

quinta-feira, 29 de junho de 2017




Das linguagens chulas, populares e folclóricas:

Quando nossos cultos togados se expressam: 'querer' ao invés de quiser, ou 'interviu' como interveio, observando a observância... fica quase hipócrita a pretensão de uso da forma culta, como chamam "especialistas" em dizer que conhecem o 'português',assim como a presidenta dos togados. Nosso país está se tornando cada dia mais incomum em suas revelações hodiernas. Aqui, vendo as surpreendentes ações dos poderosos a nos brindar com coisas que se dizia "do arco da velha"... Vê-se, que na hierarquia social começa pelos mais altos a exibição dos criminosos. Togados, os mais aquinhoados em salários, que para sua garantia se fixa como limite na Constituição, furtam o erário com a displicência de gatunos de feira. Um mapa publicado diz que a média nacional dessa gatunagem é de 76% em todo o país. Os demais , ditos fiscais da lei (promotores) os acompanham em toda a linha. Os conselheiros de tribunais de contas se passaram a magistrados e também entraram no mesmo pacote. Legisladores não se vexam em se enfeitar com auxílios de mesma natureza - fora os ganhos pela venda de votos, que os faz comparáveis a juízes com vendas de sentenças... E, assim, 'la nave vá'...Os militares, por conta das armas que guardam têm respeito de ministros covardes para serem excluídos de regras gerais de previdência e nem se sabe a quantos anda seu código de vencimentos (CVV) aquele que os diferenciou desde abril de 1964. Então, todos podem dormir quentinhos em qualquer inverno.
Assim perguntava um entrevistador à um garoto que morava em barraco de zinco, numa favela: -Como você se defende do frio em inverno rigoroso? - E dizia o garoto: - lá em casa temos uma cama só, e todos dormem juntos; minha avó, minha mãe, meu pai e meus irmãos também...e, assim, todos dormimos quentinhos, quentinhos.

Maria Fernanda Arruda, escritora e ativista digital



nnn PATRIOTISMO E OUTROS VIESES

Em São Paulo há ruas com denominação sugestiva como Voluntários da Pátria, ou outra Dos patriotas, que nos fazem pensar em tempos em que já houve algum espírito de amor e respeito ao país. Fica estranho aos viventes atuais que não ultrapassem os 60 ou 70 anos ver tal sensação como atuando na sociedade. Desde o retorno dos 'pracinhas' que foram auxiliar a campanha dos 'aliados' na segunda guerra, já não se viu nada parecido. Exceto o lado indicador de ausência de guerras, nada de rompantes em defesa do país, da forma democrática que pensamos ter em nossa organização política e nem mesmo em defesa do molde republicano que consta ser o do Brasil. Se golpes  se sucedem, uns sob embalo e vigilância dos militares como o que levou Getúlio ao suicídio, outros foram como missa de corpo presente, em que sob ordens dos EUA um general PETAIN, aqui alcunhado de Castelo, assumiu a invasão e obrigação de fazer o que queriam os ianques. E durou...durou, mais de 20 anos para largarem a rapadura, digo ditadura. Mas a largaram sem ter o pudor de nos entregar a inteireza do país - deixaram sob controle dos invasores a que obedeciam, todo o controle da mídia a que sentiam como arma exclusiva e ficaria como marco de ocupação. Mal devolvido o país sob frangalhos de divida e intervenção de FMI já se começou nova conjuração. Na mesma fiesp que portava dólares para comprar heroicos generais, se reuniam os insurretos fardados e civis para o seguinte motim. TUDO FÁCIL. ESTÁ LONGE O TEMPO EM QUE LEIS ERAM SEVERAS A TRAIDORES E AMOTINADOS. Nem a lei da chibata é sequer lembrada de ter existido. Com o 'know how' de saber os que os EUA querem sempre, foi fácil obter seu patrocínio. Só o pre-sal já seria a isca. Mas com os novos tempos, mais faixas sociais queriam ter participação no 'butim'. Togados estavam 'vivos' nessa jogada, os legisladores, mais baratos, mas não abriam mão de seu dote. O jeito foi fazer em escalas. Primeiro o golpe de impedimento da presidente. Com todos a favor quem iria protegê-la? Diz a lei que ela seria a "comandante em chefe"e disporia de defesa da forças armadas como se fosse o país ou seu território. Mas os bravos fardados comodamente achavam que a 'coisa' era com a digníssima senhora dona Dilma Vânia, porque ninguém lhes disse que após a proclamação dos resultados eleitorais essa senhora era, por lei, a PRESIDENTA DO PAIS.  Nessa doce ignorância ficaram como avestruzes, com suas cabeças enterradas enquanto os prepostos dos EUA promoviam vaias, apupos e xingamentos à presidência que era sua "comandante". Nem seus serviços ditos de inteligência inteligiu ou cuidou de defender os votos e vontade dos eleitores ou a democracia...preferiram ensaiar desfile festivo próximo para mostrar seu VALOR e BRAVURA. Vão longe os tempos dos PATRIOTAS e VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA. Um 'grampo' telefônico da policia detectou conversa entre os golpistas que dizia estar 'tudo combinado' desde o STF até os comandos militares... e NINGUÉM VIU DESMENTIDO AOS ILUSTRES DEPUTADOS QUE URDIAM O GOLPE COM ESSE DIÁLOGO... DEU-SE O QUE VEMOS - Colocaram um homúnculo vaidoso e servil para 'inglês ver' e aos poucos entregam o país à sanha dos invasores. Adeus a nosso pré-sal, estudos sobre energia nuclear, ou mesmo domínio sobre reservas minerais e florestais já que esta tudo incluído no pacote oferecido aos senhores deles - os mesmos a que se renderam com covardia em 1964. "longe vá temor servil...ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil" QUANTA IRONIA !!!
29\06\2017

CURIOSIDADES BÉLICAS

Quem não observa a evolução dos fatos acaba vítima deles.
 Os campônios da China relutaram em aceitar os alertas do governo sobre a invasão do Japão na guerra e pagaram por isso. Hoje precisamos deduzir e observar a evolução das guerras e conquistas. Como se fosse uma 'curva de Gauss' (é o meio estatístico de registrar a evolução de um processo), estamos voltando às origens da espécie. Sem aprofundamento na matéria, sabemos que desde o reino animal as lideranças se impõem como se fosse "no grito', isto é, o mais forte exibe seu rugido ou seu porte de força e domina o rebanho ou as fêmeas. Na evolução social, a China deu sua contribuição com a invenção da pólvora e redimensionou o confronto de forças. Catapultas e depois canhões substituíram falanges oblíquas, armas outras vieram e a aviação e bombas completaram esse quadro até o século passado.  Mas a roda viva, em seu giro, mudou o viés em parte. Ainda haverá, por pressão econômica e politica a duração da industria bélica, mas aos poucos vemos a dita curva de Gauss se chegado ao ponto de origem - estamos voltando ao zero!  Hoje já registramos a incongruência ou inconsequência de alguns procedimentos tradicionais. Ainda que no Oriente os EUA (sempre eles), estejam despejando suas bombas tradicionais, vemos que como laboratório, estão usando técnica mais barata, rápida e eficaz para dominar povos e países.  Basta a nós a verificação de que pouco se dá em termos de eficacia de defesa, o patrulhamento de fronteiras se a dominação se faz dentro do Palácio da Alvorada ou do Congresso ou do STF.  - Nenhum tiro ou bomba!  Apenas ordens em voz moderada ou mesmo por telefone ou por recado de embaixador.  Já testaram esse meio de dominação em 1964, colocando em prática sua observação do êxito que teve a tropa de Hitler na França de Petain.  Basta localizar os servis a que lá davam nome de colaboracionistas, ou aos que aqui se denominam 'capachos'.  E parecem crianças disputando balas em distribuição de festa...e há  aos montes, fardados, togados e enfeitados  desejosos de atender a "master voice"- tal como servos da gleba a oferecer até a "jus primae noctis" aos senhores,  em vassalagem total. Se em 1964 tiveram o êxito que se viu e exerceram por mais de 20 anos suas prerrogativas senhoriais, agora diante da novidade do pre-sal, que lhes foi grata surpresa, mais uma vez estão presentes e dominando tudo! E, no grito, como se quadrúmanos  fôssemos e submissos como nossos ancestrais  (segundo Darwin). 
Para que incomodariam seus 'marines' e movimentariam naves se via oral obtém o mesmo efeito? Podemos nos orgulhar do pioneirismo em ser dominados 'no grito' . Então daremos lição de como entregar tudo, não só o objetivo inicial, mas tudo! Minérios, florestas e, de sobra, o governo (com substituição de titulares, se exigido), o poder legislativo e o fundamental, o Judicial. Até poderemos esclarecer que mandamos antecipadamente um aprendiz togado para cursar na CIA/FBI, e partir daí para destruição de empresas e mais planos que incomodavam aos senhores.
29\06\2017

DISSIMULAÇÕES

Há anos li e guardei uma frase atribuída a Machado de Assis, cuja memória considero enxovalhada em vista dos almofadinhas  colocados na ABL.  Dizia: 'dissimulação é um dever quando a sinceridade é um perigo'... à parte a compreensão que se impõe no trato urbano de situações delicadas, encerra desculpa para falácias sem número.
 A que mais me atormenta a consciência é a da situação do Brasil - entre verdades e mentiras que povoam o conhecimento da sociedade. A mim parece que há mentores como mestres maçônicos, ou religiosos ou diabólicos que a tudo dominam e fazem para a  simulação máxima de enganação coletiva. Parecemos todos como quem não quer ser esclarecido sobre Papai Noel ou Coelhinho da Páscoa. Ficamos como quem não só quer acreditar como tem ódio de quem o acorda de sua ilusão. Essa cisma vem desde o fatídico primeiro de abril de 1964. Quem adivinharia o que foi pactuado entre o mister Lincoln Gordon e os ultra medalhados  heroicos e intrépidos generais/marechais brasileiros,  e que gerou o regime de chumbo que representou a calamidade que vivemos até hoje?  A dissimulação que se seguiu todos sabemos. Começou por denominar de 'revolução' a capitulação cedida sem um grito sequer com que nossos heroicos defensores foram estuprados e perderam a pouca honra que proclamavam ter. Houve, a seguir, a apropriação de fatos contrários como desculpas 'a favor'. Vieram a público versões de que os EUA haviam mandado sua força chamada big brother para apoio aos 'puros fardados que queriam nos salvar do comunismo' ao invés de dizer que tal operação bélica tinha caráter intimidatório do tipo : DÁ OU DESCE... E que simplesmente descemos! 
Hoje podemos ver o desvendar desse segredo.  Deve ter sido o dia em que nosso país desceu ao vil inferno do opróbrio e aceitou usar em caráter definitivo as ora conhecidas tornozeleiras.   Passou a usar e a respeitar todo o regulamento de seu uso. 
Qual sentenciados da lava-jato, foi posto em seus redutos com piscinas e lareiras para conforto dos cansados fardados, mas sem direito de ter qualquer ato de vontade que não fosse previamente concedido pelo senhor das chaves e algemas colocadas. Foi concedida, nesse enredo, eleição para 'inglês ver' de fantoches controlados, desde Sarney's até FHC.  Num lapso de descuido, eis que o povo, ignorante das regras, elege LULA! Foi dose forte. Mas resolveram experimentar o veneno para sentir o gosto. Não gostaram, mas a conveniência de dissimular, mais uma vez fez com que suportassem a altivez do ingênuo que pensava ter voz e independência. Impondo-se ao colocar o país na regra da tornozeleira. Preparou a substituição da sua sucessora. Na eleição, a pífia figura do Néscio não vingou mesmo se promovendo ajuda de Marina e matando Dudu. Mas paciência é finita! O jeito foi quebrar as correntes legais que sustentavam Dilma. E isso custou barato. Com um  togado sob ordens da CIA/FBI, e preparação condigna de sabotador para iniciar destruição de empresas, levantaram a fumaça como indígenas convocam guerra em Hollywood e os probos do STF cronometraram sua ação para o golpe fulminante. Novo fantoche sob fala do ventríloquo Tio Sam voltou ao domínio. E como multa pelo desvio da 'era Lula' confiscaram o pré-sal além de impor duras penas aos arroubos de haver estudos de energia nuclear e outras, e para dissipar dúvidas prenderam o almirante Othon como se fosse um Mandela de turno. Nosso Brasil, que já foi chamado de país do futuro, de país do carnaval, de pátria de chuteiras, ora se põe como 'país de tornozeleiras'. Quem as inventou, afinal? 
É dúvida para os intelectuais que nada veem de nossa realidade e ficarem a pensar juntamente com os skafajestes da fiesp ,ou será atribuída a quem inventou a roda ou descobriu o fogo e todos confortavelmente enganados dormirão o sono dos puros?


por Maria Fernanda Arruda, escritora e ativista digital
 13\06

nem tudo está perdido

Como se ainda tivéssemos a posse de uma Caixa de Pandora, resta-nos a Esperança. A única que sobrou após o desastre do golpe desferido pelo STF+Pulhas Capachos (que incluem legisladores e aderentes da fiesp dos skafajestes). Aos que conseguem manter a fé mesmo sob as águas fétidas da política gerada pelos golpistas - o que se deve louvar - seria um recomeço medir as palavras do senador e ex-governador do Paraná. Embora fosse político do Estado que ora nos castiga por seus rebentos irresponsáveis, nem sempre foi assim... Tal como o próprio PMDB, ex MDB, já teve sua presença honrosa em nossa política. A ninguém pode escapar a visão do que foi Ulisses Guimarães. o maior paladino da luta contra a vergonha que fizeram os militares sujeitando-se a capachos dos EUA. Seria uma heresia tecer comparação dele, professor de Direito Constitucional, com o ilegitimo que se proclama como também o sendo. Enquanto aquele deu brilho e aplicação, o ilegitimo, falando o idioma popular, 'gagou e sentou em cima' do pouco que pode saber em qualquer viés dessa matéria. Foi o partido que teve a hombridade de se contrapor à tirania dos beócios vendidos e esse registro é devido. Se hoje virou um ninho de ratos deve ser por incúria de tipos como o próprio ilegitimo que está em seu comando. E, pois, vem como esperança ou lume a nos indicar novo caminho a presença e palavras do senador paranense que em notável oração propõe - com argumentos que esclarecem e tornam indesmentíveis os fatos atuais "O senador Roberto Requião conclamou partidos políticos e movimentos sociais a construirem um projeto nacional de poder, para tirar de vez o pais da crise. O senador foi um dos oradores no seminário “Estado de Direito ou Estado de Exceção”, realizado na Universidade de Brasília, nesta segunda-feira (29/5). Este é, assim, um convite a que todos leiam o discurso (há no google). Já não temos muito de onde esperar quando registramos a patifaria coletiva de nossas fardas e togas e mais representações, convertidas a coxinhas americanoides. Como diria Augusto dos Anjos, "se a alguém causa inda pena a tua chaga, apedreja essa mão vil que te afaga, Escarra nessa boca que te beija"...MAS AO MENOS PENSEMOS EM RECONSTRUIR O BRASIL QUE DEVE SER MAIOR A NÓS DO QUE OS PULHAS QUE ORA O ENXOVALHAM. NÃO PODEMOS CONTAR COM GOLPISTAS DE QUALQUER INDUMENTÁRIA,  CONTAMOS SOMENTE CONOSCO MESMOS.

nnn12\06
MUTATIS MUTANDIS
Mudando pequenos detalhes podemos situar a condição social brasileira à que se deu na França em 1940. Sob domínio da invasão alemã, a sociedade se mostrou aturdida e manietada já que seus meios de defesa estavam rendidos aos invasores. Mas, como sempre, apareceu um 'vivo' entre os capachos que entrou em negociação. Tal Petain até tinha alguma reputação de ser legitimo patriota, mas era dos que perdem o pelo mas não oportunidade. E fez o honroso/horroroso acordo com os invasores com agrados mil,pagando suas despesas pela invasão e se prestando a ser serviçal por qualquer desejos que tivessem. Tal como aqui, a sociedade se viu dividida. Os 'vivos', muitos já se dispuseram a ser colaboracionistas visando natural ascensão sob o poder que deprimia o país.  Não faltaram prefeitos de comunas, politicos padrão psdb/pmdb e demais mercenários tipo fiesp a aderir. O fito era o lucro...pátria? o que seria isso? Instalou-se assim a dupla face social - vizinhos que se cumprimentavam mas sentindo nojo interno por saber que era colaboracionista, ou o cunhado que forçava sua irmã a ser discreta ou fingida para esconder as vantagens que colhia em ser coxinha. A dignidade e sentimento de pátria se esgarçou e só quem tinha vergonha o manteve... TAL E QUAL COMO ESTAMOS VIVENDO NESTE BRASIL SOB INVASÃO !  Aqui também, em sã consciência não poderíamos esperar atitude de valor do STF que já mostrara sua covardia na invasão de 1964 e sua índole de acomodação mediante salários, principalmente fermentados. E estamos vendo sua cumplicidade aos desejos do invasor. Quis este que um sabotador preparado em suas escolas fosse mantido apesar de incorrer em destruição de leis e tradições, para abrir caminho ao seu domínio de pre-sal e outras prendas que cobiçava. Por dinheiro, togados todos se fizeram regidos pela batuta indicada pela globo (sempre estafeta dos EUA), que foi entregue ao JB para reger a abertura e logo mais entregou a direção ao 'spalla' que já era moldado como servil. Este tendo a tradição de ser aliado e nomeado por fhc,  tinha confiança 'juris tantum'. E TODOS, A PARTIR DISSO, PASSARAM A MOLDAR OS INTERESSES DOS INVASORES SOB SUA MINUTA - Os fardados já mandaram abrir picadas na amazônia para que examinassem sua nova conquista, fizeram juramento de abandonar estudos de energia nuclear e até ofereceram a base de Alcântara e sede para exercício de sua ocupação nas capitais importantes. E OS DEMAIS BRASILEIROS QUE, SEM APEGO A ESSA CULTURA DE SUBMISSÃO, FICARAM INDEFESOS, MANIETADOS?  Deveriam despir-se de sua dignidade e aderir? Sem dúvida que a alguns isso veio à mente. Os demais ainda estão vivendo o sonho romântico de ser resistência. É uma luta íntima e social, pois não faltam dissuasores a mostrar que os 'maquis' da França contavam com meios fornecidos pela corretagem de De Gaulle enquanto aqui...ficamos todos no salve-se quem puder!  Ao se ver que fardados reforçaram sua adesão de 64, que togados venderam sentenças e almas, que empresários que já eram do clã do heróico general Kruel, só sobrou a resignação e a filosofia que mais vale morrer de pé do que viver ajoelhado... POBRE POVO BRASILEIRO QUE QUER SE MANTER DIGNO.  O PAÍS MINADO PELA PELA AÇÃO CORROSIVA DE UMA MIDIA INFAME, SOFREU O DESMONTE DE AMPARO DE SINDICATOS COMO CAMINHO PARA A DESTRUIÇÃO DA CLT EM CURSO (TUDO DENTRO DO PROGRAMA DO INVASOR), ORA SE PREPARA PARA SER SERVO DA GLEBA COMO SE FOSSE RETORNO AO MEDIEVALISMO.  ONDE SE ESCONDE O TAL DEUS DITO BRASILEIRO ??

nnn10\06

DA CULTURA DO GOLPISMO NACIONAL
No golpe judicial-parlamentar de 2016, se viu um estigma que parece a sabedoria da voz popular. Diz ela que para variar... até para pior! E não deu outra. Estávamos em velocidade de cruzeiro decorrente de ascensão econômica  ímpar em que nosso país chegava a sexta posição no ranking das economias mundiais, com dívidas do FMI quitadas e invertidas com empréstimos nossos ao fundo. Com recuperação quase total do parque industrial demolido pelo inepto e subserviente fhc, com recuperação admirada internacionalmente  de vastas camadas sociais sempre desprezadas e com índices de quase pleno emprego.  Talvez esses números tenham ajudado a despertar a sanha dos entreguistas tipo serra que já negociara o pré-sal desde sua campanha derrotada em outra fase. Ajudados com os patifes que se mostraram em 1964 adeptos de bandeira americana mais do que da nossa - empresários cooptados pelos skafajestes que mantém íntima ligação com fardas (vide a compra do heróico Kruel), fizeram sua parceria com togados. Dinheiro como bem disse o paulinho, sócio do juiz, havia até de sobra para o golpe. A visão de proveito futuro sempre embeveceu novo ricos sem caráter. E foi a vez de se abrir a cortina do mundo togado. Era um mundo enrustido em que como pacto de defesa mútua se praticava o silêncio para não expor suas benesses e ganhos obtidos à sorrelfa - via loman.  Mas dinheiro converte até santo do pau oco. Aos que mostravam alguma resiliência se pregou que era pela moralização e criaram um manequim de massa podre colocado em Curitiba para essa personificação. Nem se deram ao trabalho de uma higiene no tipo (que seria inovadora, já que nunca houve isso dentro da laia). Com esse motivo despertaram sebosos ministros togados como se estivessem sendo chamados a corrigir males.  Nem perceberam que os males que tinham em suas vidas eram maiores, muito maiores, do que os dos bandidos que queriam corrigir. Se já se locupletavam com super salários fermentados por ajudas, diárias, venda de ferias, folgas e férias em dobro, ou triplo, viagens sem fins, como se de estudos, e de mais escabrosos negócios via nepotismo que lhes daria impulso de clã a cada filhote-gênio...como se disfarçar a criminalidade e culpa para assumir papel de santo? O jeito foi assumir o papel canalha - legitimo - de quem sempre usou a função para obter vantagens. Tal como dar habeas corpus a bandidos, estupradores e banqueiros. Ainda mais que os workshops em resorts tinham sido descobertos e amaldiçoados e diminuído seus ganhos... E, ASSIM, a nova fase evolutiva da sociedade passou a ver a usurpação do poder, não mais pelos coturnos de 64, e sim por togados de nova geração que arrastaram os decanos e outros canos para assumir o poder.  Mérito? Não têm, mas como antes também já havia os fhc, serra, aloysio, temer, picolé, e jucá, quem poderia reclamar? A questão de o poder vir da fonte legitima - o voto do povo - era apenas um forma de semântica tão desprezível como a própria CF que nunca foi mesmo respeitada. Eis o NOVO  BRASIL... com brasileiros obnubilados pela surpresa de ver que "até" juízes que viajavam para os EUA para suas compras em brechós optaram por ser súditos do tio Sam. Todos pensando em antigo refrão do tempo dos milicos -´o último que sair queira apagar a luz.  
nnn 10\06

CRETINOS PRESUMIDOS OU DE FATO


    HÁ POUCOS DIAS O PGR RODRIGO JANOT, respondendo a insinuação de repórter sobre grampo colocado em cela de prisioneiro reagiu, com ênfase, e disse: PENSA QUE SOU CRETINO?  Ficou tal reação como caixa preta por que dá para pensar que ele não se julga cretino, mas não disse assertivamente o que se insinuava.  MAS VALE O MOTE - PENSAR QUE HÁ CRETINICE GENERALIZADA NA POPULAÇÃO !! Todas as falas, atitudes de JUÍZES E SUA LAIA TOGADA, de PROCURADORES, de POLITICOS E MINISTROS ATUAIS estão na mesma vala sob a opinião pública.  São a cada dia mais considerados insensíveis e incapazes de se ver dentro de realidade. Estão a tratar a sociedade com seus preconceitos como explicitamente fez o ministro Barroso com seu racismo indisfarçável. Essa evocação do adjetivo CRETINO aliás, tem pertinência, já que todos tem modos de singular idiotia que merece mesmo ser qualificada assim.  NÃO SE APERCEBEM que ser gafanhotos do erário e se locupletarem com furtos salariais imorais não lhes dá mérito ou valor, apenas supre seus bolsos imundos. Mostra sua ignorância que a vida não amenizou. Sua fugaz condição de estar um degrau acima na escala material da vida, cega a imbecis como se mostram, nada mais! Com um mínimo de leitura poderiam ver que casas reais e imperiais podem ruir ao despertar dos povos a que oprimem ( 1789 e 1917 são anos que podem elucidá-los). Mequetrefes mais para cafajestes, sem estofo intelectual estão repetindo sob togas, o papelão que fizeram os que calçavam coturnos em 1964. Se querem se defender de ser cretinos o primeiro passo seria entender que os contribuintes que os sustentam NÃO O SÃO! Tudo passa e as coisas mudam.  Serão sim, de fato, todos merecedores da qualificação de que querem fugir se não virem que estão se postando em caminho sem volta. Nós, que os toleramos estamos acima dessa condição que temem, mas temos tolerância finita. Devem se conscientizar que os exemplos que dão em sua condução é que os faz cretinos mesmo, e com duração efêmera.  Ao acordarem verão que seu RACISMO e PRECONCEITO poderão ser sua condenação. A negritude de suas mentes é mais forte do que os tons de epiderme que desprezam. Deveriam usar um pouco do dinheiro que furtam para se ilustrar sobre sua deplorável conduta face aos valores humanos, sociais e éticos.  Até quando terão essa animalidade de seguir seu faro instintivo e famélico por dinheiro com desprezo a valores reais?
    nnn 8\06
    ONDE NASCE A CORRUPÇÃO ?
    Qualquer pesquisador que procure identificar o vetor infectante que impõe risco á sociedade e pessoas, irá, certamente, ao nascedouro como ocorreu aos descobridores de meios para combater doenças e pragas.  Quando o mal que assola a sociedade é a corrupção, nada mais correto do que a verificação de o que a sustenta ou lhe deu origem.  Se há nas regras sociais um esquema de freios e contrapesos, por que não funciona para estancar essa praga?  O mosquito da dengue se procria em águas paradas. Nem é difícil ver que há águas paradas servindo de viveiro aos corruptos. Quando se promoviam workshop em resorts caríssimos no litoral da Bahia.em que ministros togados eram homenageados com 'boca livre' e transporte em jatinhos etc, tudo sob patrocínio de empresas tudo figurava como normal. Eram reuniões de 'altos estudos' para o bem da sociedade e nem uma suruba ocasional deslustraria o alto propósito de probos juizes... Férias em iates facultadas a togados também não é compra de sentenças, no máximo, uma convivência salutar e esclarecedora dos altos propósitos dos empresários que "dão duro"para A EVOLUÇÃO ... de quem? Quando algum ministro federal soube que togados estaduais estavam se locupletando com benesses salariais para filhos ou para compras de livros, nem pensar em reprovação - era como uma luz a ser imitada em sua esfera. Muito bem bolada essa jogada, como foi escapar de ser prevista na loman? É preciso uma revisão da loman - está ficando arcaica em relação ao que se quer. Por que juízes tem só cem vezes o ganho de um trabalhador? E sua condição de deuses, amos e senhores da vida? Quem não conhece não sabe, ou não quis ver na republica de Curitiba, que 'certas' personagens tinham direito a fita adesiva sobre seus nomes 'acidentalmente' colocados em processos? Por que se tornou famosa a frase 'isso não vem ao caso' quando se interrogava o tal musso que conduzia e que, por sua vez tinha um contra-cheque com dobro ou triplo do que dispõe a lei para retribuição salarial dos mais bem pagos funcionários da União. Com um desenvolvimento social desse porte, tal seria que se dispusessem a ser ingratos aos empresários que lhes dão tanto prestígio! Como se diz noblesse oblige, para se viver com fausto de marajás há que se ser leniente com quem se convive. Pensam - somos todos filhos de deus - porque nosso saber imenso tem de ser pago somente pelo erário? O mundo é maior do que esse brazilzinho chinfrim e precisam comprar paletós e gravatas nos brechós de Miami, ora essa! AGORA, com a brecha de delação premiada será mais fácil a composição de acordos com o mundo rico. Teremos mais poder de força. A distribuição de riquezas será equânime e togados terão participação além de viagens e banquetes. O caso Yousself será padrão e amostra de nossa força. Pode-se pensar em pena de 100 anos reduzida a 3 por decisão monocrática?  Todos ficarão como o presidente TEMEROSOS.
      •