quarta-feira, 24 de maio de 2017

nnn Vio Mundo

Macron brasileiro
Um típico metrossexual. Com unhas e cabelos pintados. Sua roupa,sempre de grife famosa acompanhada de um caschmere amarrado à cintura feito saiote ...mas em Paris viu que o estilo era outro e passou a fixá-lo sobre os ombros. Sem dotes intelectuais nem morais se viu perdido socialmente, mas logo vislumbrou caminho em que se encaixava. Sabia, pelos umbrais da vida os meios mais fáceis de se ter sucesso em relações públicas e fez sua opção. Seria promotor, agenciador, gestor de eventos. Viu nesse campo que poderia ir longe. Passou a programar fins de semana em 'resorts' com patrocínio de empresas interessadas em dar mimos a togados e deputados e outros enfarpelados. Era mais do que uma mina descoberta. Tais encontros tinham o encanto de uma 'boca livre' e dava vazão oportuna para mais realizações. Em alguns casos: rolava swing ou suruba, explícita ou velada. A embriaguez dos participantes filtrava muitos segredos e cada segredo era como moeda forte ou joia a ser guardado em sua caixa de Pandora. E, com sua natureza social ganhava confidências de senhoras e fêmeas curiosas. Dos elementos masculinos, apreciava suas bravatas e fraquezas, suas proezas e broxadas. Isso o guindou a confidente e muito aceito, como se fosse um cabeleireiro que tudo ouve enquanto trabalha. E tinha uma virtude elogiada em geral, se houvesse assimetria entre homens e mulheres em encontros lascivos ele poderia preencher qualquer dos lados. Tudo era bom, mas o patrimônio maior era sim a posse dos segredos. Com essa joia em seu cofre era senhor nos foruns, nos palácios de governo, casas legislativas. Ninguém ousaria denegri-lo ou humilhá-lo: passava de montaria à cavaleiro-jockey. Tinha convites a todos os eventos e, mais, candidatos cativos aos que programasse em seu 'metier'... Seu prestígio deu-lhe outras metas. Por que não a política? Se era igual aos que lhe faziam sala, se os tinha nas mãos por conta de seus segredos (bem guardados), era só querer! Dinheiro? Isso ele sabia de sobra de onde todos tiravam e sabia que os mesmos iriam se prestar a atendê-lo! Afinal quem tinha a caixa de Pandora poderia em qualquer momento ameaçar e, se preciso, até abri-la. Realizou-se ! Subiu aos céus puxado por cavalariços montando caros veículos oficiais com direito a picolés e apoiado por cordões de editores da mídia que dominavam. Fez de suas almas ,sua maior arma. Terá oportunidade de se fantasiar de soldadinho, de bombeiro, de homem ou do que lhe aprouver. Os risinhos da sua turma podem acontecer, mas virarão as cabeças para o lado fingindo que não riem. Dos pobres não tem o que temer, quem tem a força sabe que não encontra resistência. Pode até derrubar casas ou pôr fogo em pessoas. Terá no máximo criticas de forma apócrifa, anônima, de procuradores ou policiais, já se sente como novo He-man...
Sabe pouco do SER humano. Menos ainda que a dependência química É uma DOENÇA e que não pode ser omitida,desprezada. Tampouco descartada como lixo.
Ela mata ,desmoralizando.
 GGN

DO 'COXINISMO' E ADJACÊNCIAS 

Nossa sociedade em sua ânsia de seguir cultura alheia e se portar como boy ou girl em sacadas gourmet, está dando um espetáculo incrível  para um romance de estudo de decadência social. Se preza mais um quadro com certificado de conclusão de cursinho escolar do que conhecimento. O dito título de doutor já amesquinhado pelo judiciário, que o adotou ás suas funções ao arrepio da verdade está passando a ser insultuoso a quem é chamado por ele já que tem mais ironia do que respeito. Vulgarizando-se isso se fotografa a verdade - são todos doutores de fancaria. De 'facto' de que adianta um ou outro, que inclusive tenha obtido tal título dentro das regras, se ao se manifestar mostra incrível obtusidade? Se acabamos de ver a vedete dos juízes falar QUERER, quando deveria dizer 'quiser'...ou seu parceiro usar verbo intervir com flexão INTERVIU? Sendo ambos tri-formados, como eram os generais triplo-coroados e que prestavam continência aos majorengos dos EUA...que valor tem a bagagem que esconde imbecis?
 O uso do idioma tem de ser visto como o código que dá legitimidade e nacionalidade ao cidadão. Aqui os que gostam de ser chamados de excelência preferem arranhar ou falar um inglês macarrônico e acabam por esquecer o pouco que sabiam do vernáculo pátrio. Expressam-se, conscientes de sua ignorância, por meio de 'ghost writer' sob pacto de segredo, não é, FHC? Ou ouvem mandar seu auxiliar de juiz pesar a mão nas sentenças que assinarão. A pantomima ainda está em ritmo crescente. Vai ao paroxismo de pessoas públicas armarem uma casamata de advogados  e amedrontarem quem os criticar pela covardia dos que fogem de um embate. Parecem com o valentes que na hora da briga saem com a desculpa - não brigo com você por que minha mãe não deixa, ou porque agora estou de óculos... Mas se cercados de meganhas são 'valientes' como o corpo de magistrados que entraram no forum de Curitiba para interrogar Lula. Que terá havido para que nossa evolução social produzisse essa fauna de lesmas morais?

segunda-feira, 22 de maio de 2017

nnn
QUANDO TODOS VIMOS, e pela reincidência banalizamos, mais uma entrega de troféu ou medalha ou colar com que a TV globo coopta seus colaboradores sendo ofertada a ministra do STF e sendo recebida sob lágrimas, não despertou a TODOS, apenas a alguns, que era o próprio OVO DA SERPENTE sendo colocado na chocadeira. As lágrimas vertidas, filmadas e fotografadas eram o recibo ou assinatura no pacto para as ações futuras. De um lado era o interesse próprio e de seu patrocinador (EUA) em agir com essa estratégia e poder contar com "gente sua" dentro do augusto palco de que se despedira seu anterior cooptado (JB), a ao qual seu novel servo (moro) ainda não havia sido guindado. Tudo por esse poder!  Do outro, a sensível dama togada que se coroava com a 'brilhante' peita que jurava honrar e ter como seu valor.  Nada como tempo para mostrar a verdade! Nem foi grande o lapso de meses decorrido e estamos com as consequências sob nossos olhos. Houve um golpe, com traições e procedimentos quase incríveis de togados e outros degenerados, com opção de criar o caos como fosse a condição ideal para que chegassem a coroa que queriam colocar em sua cabeça. A cada dia, a cada notícia, já se pode ver a caminhada da triunfante TV (mandatária dos EUA) ao trono do Brasil. Se já dispunham de colaboração majoritária como vimos na AP 470, com a cessão do augusto plenário e atores togados a protagonizarem a comédia cujo final já era pressentido pela plateia desde a primeira fala, agora se dá o capítulo derradeiro. o 'tour de force'- coroação da obra. Estamos todos, sabidos e ingênuos, vendo o ato de assunção do comando oficial da presidência do país como a vitória dessa planejada conquista de tudo! Salvo ocorrência externa como corte de energia ou incêndio, todos assistiremos a posse da faixa presidencial, bordada a ouro, passar de um estagiário traidor que lhe serviu, ser colocada sobre ombros e seios da escolhida togada desde a cerimônia lacrimosa e emotiva.  TEMOS DE DENTRO DE NOSSA IMPOTÊNCIA E AUSÊNCIA DE PROTEÇÃO OFICIAL (fardas e vergonhas), aplaudir a forma cerebral ou de capital, como venceram os dominadores de tudo o que tínhamos como nosso.  Assim como nos dias subsequentes ao famoso PRIMEIRO DE ABRIL DE 1964,  teremos de  ficar aguardando o rumo que se dará ao NOSSO Brasil. Como era verde nosso vale...
nnn
Fico pensando em como devem se sentir os juízes que tem anos de carreira e ora veem um calouro meter os pés pelas mãos, sem admoestações e fazer gato e sapato do Código de Processo Penal. Afinal de que valem as disposições desse código se podem ser desprezadas ao arbítrio POLÍTICO de um servidor do mesmo poder?  Se ele pode prender para extorquir confissões/delações de seu interesse pessoal de promoção midiática, de que valem as tradições e outras disposições que conferem respeitabilidade às funções do magistrado? Vem o tal se dizendo isento como se fosse ele que deve se julgar, mesmo sendo acusado pela sociedade como PARTIDARIO? e MAIS, DIZENDO LITERALMENTE QUE PROCEDE COM ISENÇÃO NO TRATO DE SEUS "ADVERSÁRIOS POLÍTICOS"...PODE HAVER ESSA FIGURA DE JUIZ COM COR POLÍTICA?  E que se dá como tendo adversários aos quais julga? Onde foi parar a honra do cargo?  E o poder dispensou qualquer sanção a esses abusos? Age, além do desprezo às posturas como vedete de TV, que lhe confere medalha ou prêmio por ter ele assumido seus interesses políticos e se auto promove cooptando para seu gáudio os procuradores que deveriam agir com independência como é o espírito da lei, e ainda põe na mesma plataforma a polícia como se fosse sua serventia pessoal.  Pior é que os perseguidos por suas ações recorrem à instância correspondente a lhes dar proteção e recebem uma decisão de que a ação deletéria do juizecos é considerada excepcional e assim, não cabem recursos normais a obsta-las... Quem criou a lei que dá excepcionalidade a um juíz partidário? Essa cogitação sobre o que pensariam os demais togados do país vem de julgar que tenham algum auto respeito e prezar pela função de julgadores.  É difícil ao cidadão comum pensar que TODOS tenham aderido a uma campanha suja que conspurca os indivíduos e toda a função. Se for valer intuitos pessoais na condução de ministrar a justiça pode-se pensar que terá tal vulnerabilidade que NINGUÉM mais poderá contar com o DIREITO que deveria emanar de seus membros. SERIA UM CASO DE AUTO EXTERMINIO? E A FAMOSA  DURA LEX SED LEX ? Vai virar MORO LEX ou LEX DE MULEQUE?
Súplica brasileira

Esta SÚPLICA se faz a TODOS os juízes e ministros judiciais que venham a 'cuidar' do caso que resultará (se resultar) das denuncias contidas na delação que está dominando em nosso momento  (do grupo JBS).  Desta vez, no deserto de homens e idéias a que se referiu o gaúcho Flores da Cunha, ou Oswaldo Aranha,ou Mangabeira Unger, é preciso que ao menos algum HOMEM quebre a regra de acomodação ou rendição ao crime contra o Brasil. NESTE deserto acabamos de sofrer a passagem de um 'simum' que dardejou suas areias quentes sobre todos, contendo PROVAS ...e provas que são de convicção absoluta por exibirem obras de bandidos que nem podem negar sua condição. A "nossa" mídia venal  está dando sua condução de blindar os criminosos como se exibisse o recibo de quantos dólares já teria faturado para esse fim. Mas, no caso, não é o mar profundo ou desconhecido, o mar das ROSAS que permite sentenças SEM PROVAS...Há gravações, fotos,  filmagens, dinheiro como que contado e verificado até sobre sua autenticidade e locais de entrega e, consta, até com chips para ser seguido por 'gps' em seu trajeto. MAS, SE NOSSOS PROBOS JUÍZES OPTAREM PELOS CRITÉRIOS RÓSEOS CAMINHOS DE DAREM SOLUÇÃO AO ARREPIO DA PROVA será a falência de Justiça. Três nomes importantes e mais um magotes de apaniguados deles, cúmplices, estão sob as fotos e letras de gravações. Um presidente em exercício mediante fraude, mais um senador que também quis essa posição e foi derrotados pelo voto dos brasileiros e um vil ministro da fazenda de dupla nacionalidade que já ousa nos ameaçar que ficará no posto ainda que o tal governinho sucumba. Só esse escárnio de dominador vaidoso impõe VERGONHA a quem se dá como brasileiro. MAS a quem se dá como 'probo ou douto' por ter o poder de impor justiça tem de ser visto como profanação da lei e principalmente da pátria que sustenta (ainda) a feição de ser dos brasileiros. Já caiu no conhecimento geral o conluio de bandidos que urdiram o golpe dado por esse grupo à nossa democracia. Ainda que não esteja incluindo todos, será uma grande vergonha que os juízes do país lesem a expectativa dos cidadãos, contribuintes, justos e honestos, que essa chusma de bandidos fique desavergonhadamente livre. É cediço que vimos sofrendo a dominação de capital importado que envenena a administração de nossos poderes ao gosto de países que cobiçam nossos meios. TODOS SABEM, mas nem sempre as provas tem comovidos os probos juízes que 'na dúvida' dão perdão e passaporte de indenidade aos acusados. Valem-se de costumeiras fundamentações de insubsistência nas provas. Que se poderia, agora, alegar quando o próprio presidente vem em seguidas aparições na TV para defender e ACUSANDO o delator, com quem CONVIVIA no palácio Jaburu em horários inusitados e, para seu calvário, até testemunhado por outros Judas que o delatam? O AMIGO CONVIDADO AGORA, SÓ AGORA É BANDIDO ? Na semana passada era o amigo a quem pedia dinheiro e outras ajudas políticas? como a de controlar quem pudesse fazer acusações?  No mar dos traidores impera a traição! E isso vem agora trazido pela natureza dos que nadam em suas águas... Estamos, pois, assistindo essa alta da maré que veio como consequência do vendaval que varreu o Brasil. E é em nome do Brasil que esta SÚPLICA se faz. O BRASIL PRECISA DO CUIDADO DOS BRASILEIROS A QUEM AINDA SOBRE UM RESTO DE VERGONHA PARA IR SE LIVRANDO DOS FOCOS DE SARNA, que néscios, temeratos ou meireles lhe impõem.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

nnn
Carência de Orgulho
ORGULHO não é o pecado da soberba apontado por beatas. É o devido amor próprio que não pode ser dispensado por quem tem honra. Os países e as época marcam por conta de acontecimentos ou atos individuais os valores de um povo. Conquistas, libertação, independência ou superação de problemas. Há ainda os de valor intelectual (prêmio Nobel etc) que conferem esse orgulho. Há pouco mais de um século houve um pregação de autoria de Afonso Celso, em PORQUE ME UFANO DE MEU PAÍS, que rendeu um espaço no âmbito educacional. Mas que cessou e ninguém nem se lembra! Mas embora com traços 'bananeiros', ficou como um marco que se refletiu no hinário e discursos gerais de política e de princípios a cercarem os ideais militares ou civis. MAS, tudo passou. como se fôssemos uma terra habitada por mariposas, o fanal dos brasileiros passou a ser a cultura vendida via cinema americano. Boys e girls vestem camisetas com dizeres que nem sabem traduzir e, não raro, chulos e pornográficos. Aprendem ou querem falar inglês macarrônico como um fhc sem se dar valor ao vernáculo brasileiro. Pior é que essa tendência por seguir comando estrangeiro não se restringe aos infantes semi alfabetizados. É seguido pelos que se dizem ter alfabetização completa.  Ser fotografado ao lado de Mickeys ou Patetas faz salivar juízes e procuradores, professores e  doutores.  Substituem nosso folclore e tradições por bandas e bundas de lá. Só que , além de vergonha dessa falta de personalidade, há o fato GRAVE e ESTÚPIDO que assistimos desde a covarde capitulação de 1964, e cuja recuperação parece estar desprezada. Adquirimos tal senso de vassalos que o país dominador/colonizador vem dando as cartas em tudo o que temos e  vemos, envergonhados, nossos representantes de todas as áreas se postaram como seus capachos. Se deploramos a covardia dos fardados,  o pior e ver atualmente essa patifaria se repetir em todas as esferas. A MÍDIA, sempre safada por ser venal  dá coordenação via edições maliciosas e falsas e, de roldão, segue toda a turba de novos ricos hoje se auto apelidando de coxinhas. Estamos assistindo todo um golpe ao que estávamos construindo como uma democracia e que, por conta de termos obtido meios de explorar nosso pre-sal para extração de petróleo, gerou cobiça DELES e foi prontamente OFERECIDA pelos traidores daqui; para nossa vergonha, traidores que vestem nossas togas, uniformes militares e que são sustentados por nosso dinheiro. POR um lapso de pouco mais de um década o governo teve retorno de dignidade com Lula e Dilma que não se deixaram se conduzidos...mas, daí o golpe! Voltamos aos tempos sórdidos dos militares que entregavam até suas mães e filhas ou davam barato suas patentes e biografias pelo sorriso de um majorengo americano ou qualquer que viesse em seu nome. Essa recidiva de covardia, agora de âmbito civil, togado e empresarial (fiesp) parece apontar desejo se servidão, de fixação de sem vergonhice crônica.  EX-BRASILEIROS QUE PREFEREM SORVER O VÔMITO ALHEIO A LUTAR POR UM POR TER ALGUMA DIGNIDADE.
nnn
A nossa Constituição Federal  ficou como apenas um -indice jáque suas muktiplas interpretações e remendos a desfiguram. E teria ainda o pormenor de que desde sua elaboração  as materias que são refistradas como "a legislação detalhará a forma" ficou para as calendas por que tudo o que deveria ser lelislado em complementação NUNCA FOI.  A própria adaptação de ritopara o GOLPE, dito imoedimento foi feito como uma gambiarra retirando-se da CF de 46, com adapataççoes ao caso de Collor e outros para a Dilma em jogo de moralidade duvidosa. Mas, repito seu texto, dentro da medida esta correto e bem colocado quanto às criticas de ser a CF ultrapassada desde o seu começo - e isso d=se fez como sempre ocorre na legislação brasileira onde tudo se copia e nem sempore com qualidade. Como se vê no caso da delaçao premiada que copiou a dos EUA mas com falhas gritantes de não respeitar  a condiçãp basica de TER DE SER ESPONTÃNEA e ser nula se obtida mediante ardil ou extorsão etv; Gostaria de um retorno seu apos a leitura.

CdoB

O ENCANTO DA LAVAJATO
A auto chamada de força tarefa, bem nos moldes americanos de nomear suas incursões, fez por dar impressão à sociedade que estava dando correção de rumos à vida política ou empresarial.  Como o país tem infinitas camadas miseráveis, acalentou seu sonho de ter desculpas de que sua miserabilidade iria acabar, ou aos mais lúcidos seria uma vingança contra os ricos a que sempre invejaram. A assim, com colaboração da infame mídia o juiz de formação americana iniciou sua campanha política para balançar a vida econômica do país com essa máscara de moralidade. Mesmo ficando caricata sua expressão "isso não vem ao caso" que passou a usar sempre que lhe cobravam equidade. Mostrou que era do psdb em que ninguém iria mudar seu rumo. Com ajuda de um procurador investidor imobiliário que explora o programa Nossa vida-Nossa Casa para ter futuro risonho, passou a moldar nova concepção para a figura JUIZ.  Com colaboração de desembargadores que deveriam ser seus freios passou a ter direito a ser excepcional e fazer o que quisesse acima da lei. Se ANTES HAVIA JUIZ VERDADEIRO, agora se moldava JUIZ BRASILEIRO!   ISTO É, UM JUIZ QUE que só não é passageiro, mas faz as vezes de cobrador e motorneiro. Em vez de julgar a causa escolhe um autor, ainda que sem causa. Para se mostrar seletivo e cumpridor de ordens da CIA, já iniciou sua saga apelidando sua vítima principal de NINE em galhofa digna de magistrado que se diverte como se fosse juiz de briga de galos e "queresse"ver sangue e sofrimento. Assim foi moldando o JUIZ BRASILEIRO - o que recebe acima do salario legal mediante penduricalho e jeitinhos que decorrem de viagens ou diárias. MAS o principal foi oficializar o conluio pelo qual não mais haveria independência de polícia investigativa porque ele queria que 'plantassem' contrato em invasão de domicilio de seu perseguido e o fez com tanta sofreguidão que nem lembrou que contratos tem de ter assinatura...Se para esse 'plantio' tivesse que arrombar porta sob holofotes de tv,melhor ainda. E ainda deu liberdade para que policiais se apossassem de celulares ou tabletes das crianças da casa. Como quem diz no amor e no ódio vale tudo. Se, para dar conta de sua missão fizesse os estragos inconcebíveis de quebrar empresas e empregos e dar bloqueio econômico e de progresso ao país ...isso faz parte! O que vale é que tem respaldo confirmado com as medalhas dos fardadinhos todos do país que seguem o figurino de 64 sem alterações. JUIZ BRASILEIRO agora é assim, para que provas se eu que escolho o autor? Se necessárias delações para inglês ver, posso prender quantas dezenas de delatores já que minuta para que façam essas delações já tem prontas nas gavetas do forum. Qualquer dúvida pega o avião para os EUA e voltará com ordem para ser obedecido em toda linha do poder judiciário e do executivo e demais, se houver. O ministério público passa a ser auxiliar e nem precisa falar já que ele mesmo acusa. Juiz eclético que conclui sem verificação de nada e nem de seguimento à lei. Quem tem os EUA ao seu lado, por que ficar ligado a essas bobagens?  Se até o golpe do pré-sal ele deu inicio, o resto é apenas continuação. 

os 4 cavaleiros do apocalipse

O momento da vida nacional não permite euforia. Se já é registrada em nossa História a existência letárgica da sociedade que nunca obteve vitórias... teve sua independência parcial dada de presente em função de conflito de geração entre pai e filho da família real. Que se comportou sempre com submissão aos países dominadores...fez guerra ao Paraguai atendendo caprichos da Inglaterra. Que ficou caudatária em ciclos de dominação cultural entre França e ora aos EUA...que nos mandam sucatas e que são glorificadas pelos coxinhas fardados e entojados.  A nossa conclusão paradoxal é que ainda assim os pasmados governantes do passado tiveram uma dose de sabedoria. Ao nada, ou quase nada, fazerem, deixaram de despertar a ânsia de domínio dos colonizadores e pudemos gozar de lapsos de tempo de relativa calmaria. Bastou haver um governo com ímpetos de promover o progresso, como o de Vargas, que assistimos a reação dos eternos capachos em conspiração e golpes, até seu suicídio. Ao invés de isso abrir os olhos para as causas, a sociedade optou pela volta ao nada, nem progresso, nem independência. Qualquer arroubo em sentido de termos mais dignidade face ao exterior veio à tona o senso de capachismo exposto pela mídia, pretensamente intelectual, mas sempre imoral. Em uma exceção de visão, mista de vaidade e algum patriotismo um JK lançou sementes de ir em frente e colheu golpes sucessivos. Desde os fardadinhos que roubaram aviões da FAB para brincar de mocinhos em Jacareacanga e Aragarças, até ficar no caderninho de ódio a ser aplicada sua penalidade no golpe de 64 com seu assassinato. Tudo nos moldes do dominador que manda e desmanda nas fardas e as manda trair o país por seus desígnios de domínio. Nessa arenga de ser comportados e obedientes, vimos os heroicos e comprados generais multiplicar a dívida nacional ate o ponto em que em reconhecimento a própria incompetência, devolveram o país que tinham tomado. Ainda com domínio indireto a sucessão foi conduzida a um Collor que obedeceu a interrompeu qualquer veleidade de pesquisa de energia nuclear, dinamitando campos experimentais. E em sequência, puseram um nefando de igual porte que fez por vender empresas que viriam a nos habilitar a algum progresso (Vale, por ex) e colocar parte da Petrobrás sob mãos americanas e em sua Bolsa, para efetivo controle. Após isso, em inaudito suspiro de dignidade, trabalhadores conseguiram inverter a trajetória desse calvário e conseguimos uma mudança de rumo,  ao menos comportamental em não nos abaixar a comando externo. Houve lançamentos de alicerces para estruturar novas conquistas e erguimento da sociedade cuja parte ainda tinha estado de escravagismo. Mas durou pouco o sonho dessa libertação. Com dólares de sua fabricação o dominador comprou tudo e todos, como antes já fizera, e agregou aos mercenários a própria Justiça e seus apêndices (procuradorias e policiais). Havemo-nos agora, sob o horror bíblico de nos defrontar com os 4 cavaleiros do Apocalipse: JUSTIÇA + MIDIA + FARDAS  + FIESP (esta simbólica por ser o clube dos empresários entreguistas).  Se o LIVRO, citado, enumera a Guerra, Fome.Peste e Morte como cavaleiros, só nos resta esperar pelo último... 

domingo, 14 de maio de 2017

nnn

Nos primeiros anos da década 1950, tivemos uma chamada 'banda de música' da UDN. Tal grupamento, que reunia banqueiros, juristas  e farristas sob apoio de uma mídia golpista com disfarce de democrática (estadão) e tinha um festejado tribuno um tanto fraco no uso do vernáculo, mas eloquente o suficiente para disfarçar seus pronomes mal colocados (o corvo). Era de estrutura vária que tinha até um chamado amoral nato que criou um pasquim com nome 'maquis' e um 'clube da lanterna' como se tais rótulos lhe dessem hombridade ou disfarce de atender procura de um Diógenes. Esse grupamento se dedicava a cumprir, desde esse tempo, e dar recado dos EUA, de que um Juracy Magalhães era súdito fervoroso. Agia com a leviandade de um moro e só acordou e se envergonhou com a morte de Getúlio, que despertou aos olhos nacionais a ignomínia que era sua ação e existência. /  Atualmente, sob inspiração de mídias semelhantes, com mesmo propósito golpista, assistimos um repeteco dessa situação. Para pasmo dos letrados e iletrados, a condução de tal BANDA ficou a cargo do STF... Como palavra preferida do decano da agremiação golpista, 'é claríssima' a atuação dos 'probos' golpistas de togas! A BANDA atual não se denominou sob sigla partidária mas é!  Totalmente PSDB. A ponto de exercer vigilância para  dar indenidade a todos os criminosos dessa legenda, quase com o mesma qualidade que dão aos togados todos. Por razões torpes e de cunh(a)o material, teve a petulância de se aliar aos mais reles golpistas entre pelegos e um criminoso que chefiava a câmara e cuja prisão se atrasou por sua força. Coordenando os passos dessa ralé esteve regendo todos os instrumentistas nada menos do que um ex-presidente, protetor de bandidos que lhes pespegou apelido de Dantas (seu criminoso protegido). O regente, tíbio e medroso, foi afastado do pódio e esse, que seria o 'spalla' da banda, assumiu. Fez e aconteceu. Reuniu pessoas e capitais, subornou ou comprou e fez o golpe! O que era antigo regente ficou com a figura ridícula de ostentar a titularidade mas não ter autoridade de dizer o DIREITO que era a letra cabível no concerto animalesco encenado no senado. /  Encerrada a turnê fizeram mudança de posições como disfarce sobre quem era quem no espetáculo que marcou de forma indelével a vergonha que atingiu a todos. Mas sobrou um elemento externo que na condição de VOCALISTA da banda, embora tenha voz esganiçada, resolveu continuar a toada escabrosa com outros dissidentes da moralidade na capital do Paraná. E, incrivelmente, tem feito sozinho tanto barulho como a banda conseguira antes. Os dirigentes sem condição moral para impor-lhe comedimento ficam silentes e inertes como se o tal nem fosse da 'famiglia'...E o vocalista vem 'aprontando' todas! Já tem staff próprio para propaganda, ao arrepio, da regras para ser mais traidor e golpista que todos seus convivas. Está a ponto de lançar movimento autônomo de dissídio da legislação por achar que Constituição mais atrapalha do que beneficia seus arroubos de conquista e perversidade. Sonha com grandeza desde que foi instruído com eficácia pela CIA em missão nos EUA. E, ASSIM,
DE BANDA DE MÚSICA EM BUNDA DE TOGADOS, SE ARRASA O BRASIL... 



Precisamos nos proteger das enganações derramadas sobre a sociedade. Nossas ditas autoridades judiciais e extra judiciais, promotores e delegados vem ha tempo sabotando a Democracia. Esta que vemos como mera ficção face aos eventos 'aprontados' pelo grupo. Sem avanços maiores podemos partir de um sequestro relâmpago, por se tratar de afortunado e conhecido por sua participação no ramo de alimentação (Abilio Diniz). Deu-se esse sequestro quando a presidência do pais estava a cargo do Sarney, o Estado de São Paulo sob governo de Orestes Quércia. O comando dos bandoleiros estava acima, e a manipuladora mídia já era quem coordenava os passos de delegados, policiais e mais elementos que se prevaleciam de função para fazer sua própria justiça, corrompendo o sistema eleitoral e representativo da politica. Hoje,tudo foi apurado. Mas nas vésperas de eleição disputada entre Lula e Collor, vimos como agem essas ratazanas da politica. Foi no exato momento que se realizaria a eleição que a Globo e seus caudatários Estadão & Folha com seus tentáculos de tv e rádio lançaram um show mentiroso. que ia desde a descoberta do cativeiro até identidade dos sequestradores. Publicaram-se fotos dos mesmos, todos,com camisas do PT, vocês se lembram? E claro, com textos vinculando o candidato Lula como responsável. Nem os governos (não envolvidos na trama) puderam coibir esse abuso porque a mídia age com braços mercenários de policia venal, procuradores e juízes de mesma laia. Só o tempo trouxe a verdade, mas a eleição já estava decidida com o golpe! Tal como fizera dias antes a Globo editando o debate entre os candidatos para prejudicar Lula. Assim age essa verdadeira QUINTA COLUNA CONTRA A SOCIEDADE! Agora, a repetição da mesmíssima prática. Todos assistimos a palhaçada que foi a votação da câmara dos deputados, de envergonhar o mundo, com a imbecilidade exposta. Seguindo-se com menos ruído e igual safadeza nas órbitas do senado e, pasmem-se, do judiciário, onde pontificaram presidente acovardado e ministro agente e chefe de fato dos demais. Isso mostra que nem há elevação pessoal, mental ou moral entre os excelsos togados e a manada comandada pelo Cunha, que também ora sabemos foi financiada pelo Oderbrecht. Mas.. e a mídia? Estava em todas e cumprindo seu papel de emissária dos EUA, a quem obedece caninamente desde o golpe de 64. Salivando à cada ordem do Tio Sam (efeito de condicionamento\ Pavlov). Golpe que se repetiu neste de agora, do PRÉ-SAL, pela ação da FIESP que naquele comprava heroicos generais, agora usando dinheiro do sistema S fez badernas sob asas de um pato com simbolismo de ser agente golpista. Daí o título RAIO-X, que detectou a ação da mídia+togados judiciais+MP=policiais em uma conjuração contra a democracia brasileira. E que cujos crimes ficam agora, como no passado sem qualquer exame judicial como se a sociedade fosse apenas uma peça enfadonha que tribunais enfrentam com desdém, como fazem ignorando julgamento do golpe para evitar que sejam todos do plenários associados a ele, como realmente são. Estas,as considerações que temos de ter todos os brasileiros para distinguir quem são os destruidores e ladrões de nossa vida democrática e que já lesa a condição de república e independência do país.

PS:O Raio-X, descoberta do físico alemão Roentgen, tornou-se uma dos maiores meios de diagnóstico de males como úlceras, tumores e outros, por penetrar em tecidos moles do organismo e registrar ocorrências que molestam os pacientes. É de tal forma revelador que causa medo aos enfermos sua visualização e interpretação. Precursor de exames chamados de IMAGEM: ultrassom, tomografias que chegaram depois. Como os fatos tem inicio antigo, fixo-os como raio-X.




sábado, 13 de maio de 2017

nnn

quem manda no brasil?

Ao assistirmos o festival de estupidez que grassa no país há 3 anos fica uma dúvida - a quem interessa essa saga vergonhosa que se compara ao incêndio de Roma? Estava o Brasil em fase quase inusitada de progresso social com mais de uma década de paz urbana e rural, sem greves, com índices de desemprego mais baixos da História, progresso material em todas as classes...E, nisso começa um vil campanha contra a ascensão social de camadas antes desassistidas. Crítica de uso de transporte aéreo ou acesso a ensino universitário como se causasse aleijão aos coxinhas da fiesp. Com uso criminoso de verbas do sistema S, criaram com marqueteiros, serie de atos de vandalismo para chamar a atenção e fazer jogo dos capitalistas. Voltaram-se contra impostos quem nem eram novos e que nem pagavam. Com apoio de grande parte da mídia desonesta passaram a manipular o golpe contra a democracia.  Iniciou-se com uma caricata comédia em que protagonistas eram (pasmem-se todos) ministros do STF. Deixaram processo antigo engavetado e colocaram em pauta outro que poderia atingir o partido que elegeu o governo. O candidato DERROTADO fez o papel de criança birrenta como sinal que seria senha para apoios de toda a canalha oposicionista (fhc, melecófago, ministros do STF e outros, além de políticos venais como esses). O julgamento patrocinado e montado por TV  até em penteados e maquilagem de togados ridículos não conseguiu êxito, mesmo com uso de desonestidade total dos togados, e o governo continuou. Puseram, então, em função um juiz com formação feita especialmente nos EUA para sabotar as bases estruturais e empresariais. Com a falácia de recuperação moral, se iniciou uma destruição em que 5% de valor foi obtido contra uma demolição formidável. Nunca antes se viu conjuração de juiz+procuradores+policia que, ao arrepio de suas funções e independência tratassem de causa politica evidente. Tinha recado claro - o Brasil tinha de ceder a exploração do pré-sal - e articuladamente, senador mais golpistas cuidaram disso. Nessa onda de destruição muito mais foi feito. Permitiram que os EUA que dava patrocínio entrasse nas esferas de estudos sobre energia nuclear, de projeto de submarino e outras que os golpista sonegam (quem manda no Brasil?). Um dos pontos nevrálgicos e vergonhosos a que a sociedade ficou enganada se deu com o sequestro de um dos poucos cientistas de renome internacional e que desenvolvia estudos pelo pais para domínio de enriquecimento de urânio e mais meios. Sabe-se por viés clandestino que estava na iminência de mostrar a obtenção de  ENERGIA ELÉTRICA a partir de queda d'água de baixa altura e que poderia dar ao país relevante progresso, mercê de sua rede hídrica e grande território e carência... Tal sequestro sob motivação de possível recebimento´de valor por conta de serviço, além de mal explicado motivou sua prisão e PREJUIZO AO PAIS de forma burra. Que fica ridícula perante a História quando se viu que países que ganharam a segunda guerra deram especial acolhida aos cientistas que haviam trabalhado e dado armas ao inimigo que os destruia. Afinal a quem se queria punir no sequestro de um cérebro ? Mas a sequencia do governo fantoche colocado pelas togas imundas vem dando o recado:  permitir compra sem limite de extensão das terras nacionais como se o país fosse a leilão; entrada de escritório técnico do exercito americano a influir  em nossa politica; 'convite' a que o mesmo exercito venha reconhecer terreno da amazônia (que é uma de suas cobiças imperialistas) como se fosse desvendamento dos detalhes que lhes faltavam para também se apossar, como do pré-sal e da indústria aeronáutica. Nossas forças armadas 'heroicas', estão como congeladas e sob ordens como em 1964.  Tudo ficou como como se os 'vivos' golpistas  tivessem se aliado ao invasor para obtenção de  vantagens financeiras, já que cedem pacificamente o país -capitulado e inerme - ao invasor. COMO NA ESFERA POLÍTICA NÃO HOUVE A OFICIALIZAÇÃO do domínio, constando a fantasia de ser país autônomo/independente, a falácia que existe, nos remete à pergunta - QUEM MANDA NO BRASIL ?

sexta-feira, 12 de maio de 2017

http://www.abc.es/viajar/francia/abci-secretos-turismo-paris-201409231625_1.html#ns_campaign=rrss-inducido&ns_mchannel=abc-es&ns_source=fb&ns_linkname=noticia.top&ns_fee=0

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Qualquer que fosse o desfecho, já que chegada as raias do imponderável a imbecilidade que se apoderou do mundo togado, temos em mente que nosso meio social tem sim seu valor. O deslocamento de tanta gente socialmente autêntica, explicita em sua imagem e meio de locomoção: ônibus, um número surpreendentemente grande, dá-se a esperança de que que ainda podemos crer que o país tem mais do que reles canalhas e traidores como os sangue-sugas de togas,gravatas ou fardas. Verdadeiros brasileiros deram o sinal, mostrando grandeza e virtude. Ser grato e reconhecido por valores não é mesmo para qualquer um,presidente Lula! Os pretensiosos e egoístas não reconhecem isso - pensam unicamente em si! Enquanto os predadores econômicos, juízes, e demais...deram meios para golpe sobre os eleitores e à democracia, mas ora vimos com sensação de volta de algum orgulho, pois há muito valo moral fora desses meandros asquerosos como FIESP e demais antros de podridão./ Ao Lula, que vem sofrendo pessoalmente a mais atroz campanha imoral de um poder que desrespeita a própria pátria de que ele é um símbolo, resta a vergonha. Lula pode ter ao menos o sorriso de quem tem dignidade:o reconhecimento que se viu dia 10 último em Curitiba e no Brasil. O valor verdadeiro é o da vida, real e sensível que todos em comunhão expressaram espontaneamente e não o artifício criado com poses de anões morais golpistas. Foi de provocar lágrimas de emoção sentir o pulsar dos corações. Coisa que nenhum dos seus algozes infames jamais poderá sentir. O Brasil sob domínio de uma mídia criminosa e safada em toda sua ação pode se auto enganar,mas a presença da mídia estrangeira, mais digna porque independente, fará e dirá ao mundo o que se passa aqui. Seu recado será a redenção do direito conspurcado pelos seus profissionais daqui, venalizados por dólares. Será despertado o riso de escárnio aos 'bugres togados' ,bastante mal aculturados e intencionados que dormem e babam no Plenário e ficam inertes quando o juiz de Curitiba cospe nas leis,com todo seu EGO, ódio e inveja.
Maria Fernanda Arruda, escritora e ativista digital.
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/maria-fernanda-arruda-somos-enganados-sem-consequencias-desde-o-sequestro-de-abilio-diniz.html

http://www.correiodobrasil.com.br/reforma-golpistas-rouba-direito-trabalhadores/

http://www.correiodobrasil.com.br/pela-ordem-quem-estamos-querendo-enganar/

http://planetaosasco.com/ultimas-noticias/43965-maria-fernanda-arruda-fiquem-atentos-aos-hooligans-atiados-pela-leviandade-judicial

http://jornalggn.com.br/noticia/uma-encruzilhada-no-horizonte-por-maria-fernanda-arruda

http://jornalggn.com.br/noticia/sobre-o-almirante-othon-e-descasos-por-maria-fernanda-arruda

http://www.ocafezinho.com/2017/02/05/marisa-leticia-vergonha-de-seus-detratores/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/24/guerra-dos-interesses-economicos/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/18/quem-e-anthony-garotinho/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/16/rosa-luxemburgo-presente/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/13/o-que-nunca-foi-investigado-e-globo-sempre-escondeu/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/11/aecio-neves-e-sua-multiplicacao-de-patrimonio/

http://www.ocafezinho.com/2017/01/04/american-way-of-life/
http://planetaosasco.com/ultimas-noticias/43965-maria-fernanda-arruda-fiquem-atentos-aos-hooligans-atiados-pela-leviandade-judicial
Outro dia li aqui pela rede sobre uma filosofia que se refere a leitura da vida "que o universo é um grande livro e que a vida,uma grande escola", de um autor chinês; naturalmente aí se tem análise da grandeza reconhecida sobre nosso ex-presidente Lula . Quase todos, temos entre parentes e conhecidos, a vivências dos que arrotam "cultura" derivada de ter viajado a Miami ou tirado fotos sob a Torre Eifel. E, por conta dessa 'cultura', dão-se o direito de criticar como se fossem portentosas e sábias quanto a escolaridade do Lula. Nem conseguem se atentar do detalhe que o ex presidente foi colocado pela rainha da Inglaterra para foto ao seu lado, que teve recepção honrosa em todos os países que visitou, com deferências máximas...mas com sua integral autenticidade de nunca em qualquer dessas circunstâncias a ter perdido. Em nenhuma se pôs como bajulador (à la FHC) ou todos os demais que sofrem de vertigem de altura e beijam mãos e pés de canalhas e não canalhas do mundo, por conta de representação. Se a vida é o grande livro e dá ensinamentos, não há doutorzinho ou doutorzão no Brasil que se possa comparar a ele. Já é sabida por repetitiva sua capacidade, discernimento e inteligência em todos os questionamentos e isso vem de longe. Quando candidato ao governo de S.Paulo, em encontro televisionado, um Maluf ou Montoro quis confundi-lo sobre sua apresentação ou ideologia ...e sequestrando-o, pergunta : -e você, o que é? é comunista, socialista ou o quê? e ele com sua simplicidade : "- sou torneiro mecânico! Que revela sua alma de trabalhador em busca de dar lugar aos seus iguais na vida política!" Parece que a mídia infame e seus editores escalam seus escribas para enxovalhar o vulto que o mundo dignifica e põem em confronto opiniões de 'sábios' economistas ou especialistas em tudo,ironizando sua visão enquanto tira de letra as situações como se deu na crise de 2008, em que fez por difundir crédito e favorecer mercado interno e dar verdade a sua frase de que, aqui, seria uma marolinha e não o tsunami projetado. Vimos isso, o que fez silenciarem todos para disfarçar a vergonha. E como agora, em Curitiba, chegar para um sessão em tribunal de aldeia, um juiz e um promotor cercados de jagunços por segurança e todo esquema militar que constou ter 'atirador de elite', enquanto ele tem a hombridade e tranquilidade de andar a pé junto à multidão, sem guardas, abraçando e sendo abraçado... não seria essa sua segurança , por analogia, e a insegurança de todos os seus algozes, fruto do peso e conteúdo das respectivas consciências?
Como diz a vox populi - QUEM NÃO DEVE NÃO TEME...

terça-feira, 9 de maio de 2017

9\05\17

LEVIANDADE JUDICIAL: ATENTOS à estada em Curitiba,Camaradas!
Todos e Todas: Os 'probos' juízes e ministros do Brasil estão dando um demonstração de leviandade... ficará como anedota para riso do mundo. É de se registrar que em sua inércia em corrigir o rumo de um petulante e odioso membro da casta, fissurado em perseguir um homem público e respeitado em todo o mundo, faz um papel absolutamente ridículo.E se houvesse algum deslize ou crime por parte desse ilustre cidadão? Seria por uma questão de respeito, de ser tratada sob máximo cuidado e discrição. Trata-se de um raro brasileiro que teve a maior representatividade no mundo atual e recebeu dezenas de títulos honoris causa das universidades mundiais. Teve sua gestão em dois mandatos 'legítimos' elogiada e copiada pelo êxito obtido. Mas, por capricho de viés partidário e de inveja, caiu na sanha odiosa desse mequetrefe togado que passou a querer - por querer - atribuir-lhe crime. Nem 3 anos de investigações por porqueiras que se tornaram 'investigaristas' conseguiram localizar provas para satisfazer seu apetite bestial. Centenas de depoimentos igualmente o absolveram. Mas sua luta de tisnar a honra do grande brasileiro seguiu. Com avidez animalesca gerou prisões ao arrepio da lei para extorsão de algum que o acusasse, como vil alcaguete. Tudo vazado ardilosamente a uma mídia infame e partidária da mesma causa.
Nem conseguindo manter conduta de isenção e decoro para função, de que é declaradamente impedido por seu ódio, foi afastado por seus superiores ...o que explicita a cumplicidade da casta que se suja e resvala o lixo moral. Sem nenhuma discrição, passou a ser ostensivo em sua pregação odiosa e gerou um efeito social detestável, em evolução, e que pode ser a maior piada! Situada sua jurisdição em Capital de quarta ou quinta grandeza, atiçou os brios locais de povo sem heróis, para o que deram nome de "república de curitiba', descrevendo assim o bairrismo implantado e formação da torcida local. Se no mundo dos esportes as torcidas causam preocupações pelo seu fanatismo, gerador do HOOLIGANS, ou semelhantes, que provocam verdadeiras guerras, aqui isso se fez ardilosamente e por criação desse desajuizado juiz. Quem for à Curitiba pode ser desrespeitado ou hostilizado,pois muitos de seus habitantes tomaram posição sob essa campanha e são partidários desse juiz que comanda com carros de som e pregações de outdors sua animalidade.
E o direito? Emporcalhado? E a respeitabilidade devida ao ex-presidente? E ao bom senso de respeito e educação na condução da vida social, sem o lixo moral da pregação de infâmia e calunia com meios oficiais e,portanto, covardes ? Tudo indica um crime de irresponsabilidade e de hediondez ímpar! Bairrismo, antagonismo e rivalidades destrutivas são efeitos que devem ser cuidados e não criados. Vemos ,porém, a incúria de togados a criar,açular e alimentar para gáudio de um pequeno juiz mal (IN)formado, criado e criminosamente preparado, uma vez que consta ter recebido instruções nos EUA para a sua ação deletéria. Isso, somado ao fato de estarmos sob presidência de um usurpador posto pelos mesmos togados, faz pensar em todo um sistema de destruição que caminha com a economia, moralidade e pessoas, como uma praga viva que corrói a tudo ... Eis o Brasil que estamos vendo em seu martírio de invasão por forças nacionais sob mercenarismo dos EUA...
É o cúmulo 

Tudo indica estarmos nos deparando com uma encruzilhada. Vemos um caminho em que pontifica um togado imaturo, que age com extrema covardia usando suas prerrogativas funcionais como força de coação e obtendo dos subjugados mais meios, ainda que falaciosos, a dar curso ao seu ódio pessoal, mais forte do que político, a um ex-presidente a quem inveja por o ver acima dos horizontes a que possa chegar. Essa mágoa é insuportável. Pouco lhe importa que em sua sanha de perseguição tenha tido desastres que destruíram parte da economia do país e posto obstáculos ao seu crescimento futuro com alienação de indústrias e até cerceamento de ação de um dos poucos cérebros nacionais, que já nos dera impulso no campo de energia nuclear. Afinal em sua formação - feita nos EUA sob auspícios de CIA, o fito era esse mesmo! Ser visto como TRAIDOR, pouco lhe importa já que goza de meios abundantes de moedas nacionais e estrangeiras, de obtenção próprias ou de colaboração uxória. De outro lado, temos em vista o reconhecimento a um ex-presidente que teve após seus mandatos uma consagração universal por seu descortino e empenho em dar equilíbrio social, possível, ao país. Quase antagônicos em suas formações, um nascido e criado com fortuna, e outro que nasceu e cresceu em luta. Mas a vida no seu enquadramento fez do pobre o "cara", como cognominado por esferas poderosas do mundo. Que em suas administração do país deu uma década de paz social e crescimento material a todos os brasileiros. Bem diferente do outro, que tem as armas com seu uso covarde de por não honrar sua função. Entre os dois, pois, "o coração dos brasileiros balança"como se diria em Cyrano de Bergerac.  É de se ver que traidor ou odioso ou covarde, o lado que tem essa força e a tem por cessão de gente poderosa. São os empresários (fiesp) que representam o neocapitalismo que os EUA querem ver aqui e não economizam meios para essa campanha e que já provaram em 64, que são capazes de usar todas as fardas nacionais como reles serviçais. Enquanto a outra senda tem apenas o reconhecimento pela ideologia de paz social, de crescimento e igualdade social. Seria o cúmulo aos olhos isentos do mundo que tal disparidade se dê, e mais, com a cumplicidade dos 'eruditos' togados que não cessam de participar de conferências e tertúlias internacionais de pregação das virtudes  de uma justiça e valores éticos. MAS É ASSIM. EMBORA O PAÍS DESPENDA RECURSOS PARA TAIS CURSOS INTERNACIONAIS, O RESULTADO É PÍFIO.  SÃO CAPAZES DE REPETIR ALGARAVIAS SOBRE DOUTRINA, MAS COMO SE NÃO ENTENDESSEM O QUE FALAM, NEM SE INCOMODAM COM O TAL SERVIDOR, CALOURO NA FUNÇÃO, QUE SE DESMANDA E CONSPURCA O DIREITO COMO SE FOSSE MAIS IMPORTANTE CUMPRIR MISSÃO DA CIA DO QUE HONRAR SUA PÁTRIA.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

nnn
DELAÇÃO

Delação é ato vil até entre criminosos e isso se indica pelos homicídios dentro dos presídios  em que  tais delatores são 'justiçados' pelos demais sentenciados por infringirem a 'confiabilidade' até nesse meio. É de tal maneira arrasadora ao sentimento de honra que mesmo quando extorquida por meio de torturas levou a suicídio um sacerdote que a fez por não suportar o suplício dos facínoras de 64, repetindo o JUDAS.  Se tal obtenção de delação se faz por coação, tortura ou suplício insuportável, como aceitar como indício de verdade para efeito de, pasmem, JUSTIÇA? Seria jocoso se não implicasse nossa compreensão por ser trágico! Muito pior, quando se tem convicção de que todas são feitas mediante 'minuta' de juiz que as colhe... No plano de moralidade é como se houvesse locupletação criminosa da JUSTIÇA com crime que infama qualquer meliante. É prima ou irmã gêmea de TRAIÇÃO, já que quebra compromete e destrói o valor moral um valor prezado por todos - a solidariedade.  Há limites compreensíveis para suportar dor e sofrimento cujo fim desculpa a entrega física ou psicológica dos que são submetidos. Os valores que entram nesse jogo imundo de delações são secretos, mas todos sabem que incluem ameaças de morte a familiares, crianças, pais e mais laços afetivos às vitimas. É jogo brutal, animalesco, torturante ao qual ninguém pode condenar aos que sucumbem. Há que se verificar o teor do pavor infundido pelos juizes e demais torturadores!  NUNCA poderia ser tal jogo praticado por quem tem dever de dignidade, probidade já que é de natureza que só verdugos e criminosos semelhantes devem ter estômago de predadores para tal ação. MAS a triste realidade de nossos dias é que estamos assistindo um festival de obtensão de delações mediante minuta por parte de juiz e com contemplação carinhosa de todos os seus pares e superiores. ISSO COMO PROCEDIMENTO DA 'JUSTIÇA' e com escusa desculpa de atender MORALIDADE - Pasme-se quem sopesa presença de moralidade na vida!  MAS à parte do vexame verdadeiro que se estabelece nesse espetáculo deprimente, além das náuseas, que sobra a apreciação?  As denuncias com o fito odioso de perseguição pessoal ou capricho ou ordem cumprida a mando de nação imperialista que suborna seus atores, passará em apuração de verdade, se idônea, face a algum juiz íntegro? (pode haver algum). É duvidoso,muito duvidoso, já que parte de falsidade evidente. É como se querer virtude a partir do crime. O QUE SOBRESSAI E FICA AOS OLHOS DE QUEM OBSERVA O TODO é uma indagação que nem sequer motivou alguma resposta devida - COMO A RECEITA FEDERAL, ICONIZADA COMO LEÃO,  NUNCA NEM DESCONFIOU OU NEM QUIS APURAR TANTOS MILHÕES OU BILHÕES QUE SE TRAÇARAM NESSAS NEGOCIAÇÕES E SUBORNOS, COM DEPÓSITOS AQUI E NO EXTERIOR, COM DÓLARES OU EUROS ETC? QUE RECURSOS MATERIAIS E HUMANOS SE ENVOLVEM NESSA 'CEGUEIRA' ou OMISSÃO (ou COMISSÃO)?  E NÃO DESPERTOU IGUAL CURIOSIDADE NA POLICIA FEDERAL ? SOB OS MESMOS MEIOS MATERIAIS E HUMANOS? Não há defesa para crimes desse tamanho? Só para apuração de deslizes de ajuste anual de IR de assalariados de pequena expressão?


PLEONASMO

Pode parecer redundância falar que anão moral pensa pequeno. Mas, infelizmente, é o que se passa. O golpe manipulado e consumado
com a paradoxal contribuição de seres ligados à Justiça, principalmente do STF que protege o Mussolini de Curitiba, fez muito barulho e repetiu o 'parto da montanha' - saiu da vagina togada um anão cujos vagidos revelam um pequeno camundongo.   Qual o rato que ruge, "quer ser o presidente responsável por grandes reformas..." Já sai de pressuposto enganoso por ser 'presidente' pró-forma já que mero usurpador e fantoche, sob consentimento canalha dos manipuladores.  Mas que reformas propõe?  Isso de fazer projeto sob minuta de FIESP e dos EUA para manipulação e escravização não pode ter título de reforma já que é intuito usado e abusado desde a idade média pelos senhores das glebas. Sua pretendida retirada de direitos nas áreas do direito trabalhista e previdenciário são criminosas. Nunca poderiam sequer ser examinadas pelos beócios golpistas por fundamentos de ordem moral. Ferem a Constituição do país e o bom senso.  Seriam, talvez, objeto de um plebiscito, desde se procedesse com honestidade (difícil no quadro de juízes) na informação eleitoral que o organizasse. Nunca, como disse, sob forma unilateral de quem não possui credencial para a propor por ter suspeição de origem, de conduta (traidor+golpista), e de passado de informante dos EUA. A redução de direitos dos trabalhadores, que indubitavelmente os humilhará e lhes reduzirá em suas  perspectivas, seria comparável a historieta do cavalo inglês , que queria provar que podia criar seu animal acostumando-o sem ter comida...até que o matou em sua experiência! Só que na historieta isso se faz com submissão de um ser individual.  Quando se trata de uma coletividade a coisa muda de figura.  Embora reconhecido o grau de desinformação cultural e política da sociedade, estamos na era de crescente meios de comunicação e, comunicação é sem duvida forma de aculturação e educação. É onde prosperam maldades como influência de globo e caudatários, mas há a contrapartida de mais meios de transmissão de ideias e de informação.  Além, pois, da informação dos mais experientes pais e irmãos, haverá a conscientização geral por esse meio. O resultado será inexorável - de lutas e de reivindicação de retorno e ou mais!  O anão está plantando ventos e a tempestade virá! Poderá ele com sua mente de capacho entregar nossas riquezas (pré-sal e outras), tal como já fez o nefasto FHC, mas o espírito cambaleante da sociedade tende a se firmar. E iremos todos lutar por uma dignidade ora desprezada.  O sofrimento que se está causando deverá gerar a sabedoria que nos guiará e daremos ao anão seu lugar na História - de traidor e reles capacho que serviu a propósitos de veias togados que em ação vil se prestaram a servir inimigos do Brasil. Já que a sociedade assiste, pasma, a preguiça dos fardados e mais elementos como os da cultura ou pretensa intelectualidade, caberá a todos os que de fato são os construtores do pais porque trabalham, assumir a luta.






    O BOM CABRITO NÃO BERRA
    Esse é o ditado popular com significação múltipla.  É visto principalmente como conduta de criminosos que pagam pena mas não deletam
    seus companheiros, visto que  delação até entre bandidos é vista como indignidade e tem pena prevista no meio como morte. É condenação unânime face ao conceito que todos tem dos alcaguetes. Mas a linguagem popular também emprega o mesmo ditado como conduta devida a quem tem entrada sob meios escusos em solenidade ou festa, os também chamados de penetras.  No interior, quando havia a chegada de circo-de-cavalinhos, como se apelidavam os Circos, era comum ver o grupo de moleques e até uns não tão jovens com a intenção de ter entrada gratuita ou como se conhecia, por baixo do pano.  Literalmente havia mesmo um ou uns e outros que se arriscavam a enganar guardas e conseguiam adentrar sob a lona e ficar entre os assistentes da arquibancada. E para isso se tinha a regra - de que o bom cabrito não berra. Era para não despertar a atenção dos vigilantes que poderiam identificar o penetra, expulsá-lo e mesmo corrigir o defeito da montagem da estrutura que permitiu a invasão. Mas parece que tudo se inverteu... estamos assistindo no picadeiro nacional a lamentável exibição de um penetra que chegou por baixo do pano, com ajuda de malandros vestidos de zorro que pela mesma indumentária ficam como gatos à noite- todos iguais. Só que o penetra ao invés de ficar quieto para permanecer sem chamar a atenção, com a incontinência de tolo, pôs suas manguinhas de fora. Poderia ser tolerado se tivesse bom comportamento junto ao grupo, mas sua vaidade de 'sem noção' o faz chamar a si todos os olhos de reprovação. Como se tivesse pago o devido ingresso, deu para bajular o dono do circo e se oferecer para punir outros bandidos de rodas da malandragem que disse conhecer bem. Ainda pôs-se a mostrar que as meias das vedetes estavam velhas e querendo que ficassem de pernas nuas e implicar com os que dão duro no transporte e montagem da lona e trapézios. Enfim mexendo com todos os que tinham paz e trabalhavam. É como se quisesse se vingar de quem conduz a vida de forma correta. Quis sob a proteção do dono do circo perturbar a todos, só não ousou bulir com o amestrador de feras por 'temer' as armas e o uniforme enfeitado que usava. Pensando que que estava se realizando com sua tola pretensão açulou as vaias gerais de arquibancadas e até das 'cadeiras'. Se organizou movimento de repudio. Esse penetra que estava contando com a proteção de bandidos que queriam destruir o circo e que ele conhecia desde os tempos que lhes passava inconfidências sociais, está agora se vendo em palpos de aranha por ter ficado mal com todos. Só não sente o ridículo em que está pela incapacidade senil que lhe turva a percepção. Pobre bandido temerato.
    nnn
    DA PRETENSÃO IGNÓBIL ou RETORNO DOS 'SNOBS'
    Quando da proclamação da República os mentores intelectuais, que se acomodavam às postulações do positivismo, fizeram a devida abolição dos títulos de 'nobreza' - que ajudavam os cofres reais com exploração de vaidades dos novos ricos. De Duques a Barões, só sobrou algum 'coronel' da chamada guarda nacional.  A nobreza anterior, comprada a dinheiro, imitava os hábitos de realeza inglesa e era adaptada aos bugres aculturados de Pindorama. Mas tinham, como de praxe, os poderes fundiários e sua correspondente reserva nos cofres bancários. Foi um baque já que se seguiu a recente abolição da escravatura que consagrava o espírito e vaidades dos senhoriais ricos, ainda que bárbaros no que tange a intelectualidade. Eram tipicamente penetras esnobes que despertavam os risos sardônicos na esfera internacional mas supria vaidades caipiras de pajés das tribos.  Mas quis, alguma influência atávica, despertar as fantasias dos atuais togados de que isso sim era uma organização que lhes conferia valor 'devido', e sob o covarde uso de suas próprias funções, criaram um tipo de 'ritornello' à antiga canção. Criaram, aos poucos, as condições de instituir sua 'nobreza'. Com uso da faca passaram a dividir o queijo a seu talante.  Uma lei especificando normas exclusivas de direitos e benesses (loman), isenção de culpas aos crimes que cometam, e isenção de punições às delinquências. Quase como os senhores da gleba que se viam com direitos divinos. Com uso de retórica escandalosamente maliciosa deduziram direito a se auto outorgar aumentos salariais e outras indecentes benesses como direito a receber para morar, para ler, para que seus filhos lessem ou estudassem, além de safado nepotismo direto ou cruzado - tal como DIREITOS DE NOBREZA. O escárnio que se fez em relação aos demais servidores públicos os fez manter como secretos os bens que se davam de uso de férias em dobro ou triplo, de indenizações por compras de 'cigarro, pastel e até pé de moleque' e para isso se deram clubes exclusivos e direitos a viagens 'de interesse cultural' desde que em terras aprazíveis aos familiares ou que lhes permitisse compras de paletós e gravatas nos brechós de Miami. Só que o interesse material satisfeito ora lhes pôs o comichão de pretender mais. Se são detentores de divindade, por que não a exercer em sua inteireza? E, com espírito corporativo, ingressaram de corpo e alma no caminho do poder absoluto. A primeira batalha, com uso de facínoras conhecido, venceram de goleada - tiraram do poder a presidenta legítima que resistia aos seus projetos. Foi fácil colocar um fantoche submisso que sabe dos próprios crimes e 'temeroso' do poder de quem o pode condenar.  Agora se sentem todos com liberdade de agir a favor ou contra qualquer partido, e isenção ou decência que vão às favas.  Se provocados abrem mais uma ou duas lava-jatos com ampla cobertura da mídia irmã de safadeza e farão todos comparecerem em fila para beijar as mãos deificadas - como se fosse a punição dada aos portugueses para redimir perfil de Inês de Castro.  Afinal punir empresários ricos pode ser o filão que até piratas historicamente procuraram, tanto que os probos da equipe do musso já lançaram a ideia de que poderiam ter direito ao percentual significativo dos valores que se obtivessem....Ainda mais quando os procuradores estão se aboletando na exploração de seu território de benesses. O "melhor" da nobreza não eram virtudes ou educação porque isso demanda tempo a conseguir, ainda mais que os rebentos colocados via nepotismo têm pressa, então vale muito ter meios, meios abundantes, e que não sejam só os de vendas de sentenças que pode ser delatado por descuido. Tem de haver poder fixo que dê o que a república retirou sob veleidades de alguns idealistas profanos.  se uma carteira de juiz serve para prender e esfolar, quem irá contestar sua divindade?E assim a história se repete, vão de vento em popa os pajés das tribos,novamente exibir suas gordas panças,mundo afora. Riam-se todos mas todo dinheiro estará em seus bolsos.
    nnn
    QUEM MANDA NO BRASIL ?
    Ao assistirmos ao festival de estupidez que grassa no país há 3 anos fica uma dúvida - a quem interessa essa saga vergonhosa que se compara ao incêndio de Roma? Estava o Brasil em fase quase inusitada de progresso social com mais de uma década de paz urbana e rural, sem greves, com índices de desemprego mais baixos da História, progresso material em todas as classes...E, nisso começa um vil campanha contra a ascensão social de camadas antes desassistidas. Crítica de uso de transporte aéreo ou acesso a ensino universitário como se causasse aleijão aos coxinhas da FIESP. Com uso criminoso de verbas do sistema S, criaram com marqueteiros, serie de atos de vandalismo para chamar a atenção e fazer jogo dos capitalistas. Voltaram-se contra impostos quem nem eram novos e que nem pagavam. Com apoio de grande parte da mídia desonesta passaram a manipular o golpe contra a democracia.  Iniciou-se com uma caricata comédia em que protagonistas eram (pasmem-se todos) ministros do STF. Deixaram processo antigo engavetado e colocaram em pauta outro que poderia atingir o partido que elegeu o governo. O candidato derrotado fez o papel de criança birrenta como sinal que seria senha para apoios de toda a canalha oposicionista (FHC, ministros do STF e outros, além de políticos venais como esses). O julgamento patrocinado e montado por TV  até em penteados e maquilagem de togados ridículos não conseguiu êxito, mesmo com uso de desonestidade total dos togados, e o governo continuou. Puseram, então, em função um juiz com formação feita especialmente nos EUA para sabotar as bases estruturais e empresariais. Com a falácia de recuperação moral, se iniciou uma destruição em que 5% de valor foi obtido contra uma demolição formidável. Nunca antes se viu conjuração de juiz+procuradores+policia que, ao arrepio de suas funções e independência tratassem de causa politica evidente. Tinha recado claro - o Brasil tinha de ceder a exploração do pré-sal - e articuladamente, senador mais golpistas cuidaram disso. Nessa onda de destruição muito mais foi feito. Permitiram que os EUA que dava patrocínio entrasse nas esferas de estudos sobre energia nuclear, de projeto de submarino e outras que os golpista sonegam (quem manda no Brasil?). Um dos pontos nevrálgicos e vergonhosos a que a sociedade ficou enganada se deu com o sequestro de um dos poucos cientistas de renome internacional e que desenvolvia estudos pelo pais para domínio de enriquecimento de urânio e mais meios. Sabe-se por viés clandestino que estava na iminência de mostrar a obtenção de  energia elétrica a partir de queda d'água de baixa altura e que poderia dar ao país relevante progresso, mercê de sua rede hídrica e grande território e carência... Tal sequestro sob motivação de possível recebimento´de valor por conta de serviço, além de mal explicado motivou sua prisão e prejuízo ao país de forma burra. Que fica ridícula perante a História quando se viu que países que ganharam a segunda guerra deram especial acolhida aos cientistas que haviam trabalhado e dado armas ao inimigo que os destruía. Afinal a quem se queria punir no sequestro de um cérebro ? Mas a sequencia do governo fantoche colocado pelas togas imundas vem dando o recado:  permitir compra sem limite de extensão das terras nacionais como se o país fosse a leilão; entrada de escritório técnico do exercito americano a influir  em nossa politica; 'convite' a que o mesmo exercito venha reconhecer terreno da amazônia (que é uma de suas cobiças imperialistas) como se fosse desvendamento dos detalhes que lhes faltavam para também se apossar, como do pré-sal e da indústria aeronáutica. Nossas forças armadas 'heroicas', estão como congeladas e sob ordens como em 1964.  Tudo ficou como como se os 'vivos' golpistas  tivessem se aliado ao invasor para obtenção de  vantagens financeiras, já que cedem pacificamente o país -capitulado e inerme - ao invasor. como na esfera política não houve a civilização do domínio, constando a fantasia de ser país autônomo/independente, a falácia que existe, nos remete à pergunta :
     QUEM MANDA NO BRASIL ?

    É O CÚMULO
    Tudo indica estarmos nos deparando com uma encruzilhada. Vemos um caminho em que pontifica um togado imaturo, que age com extrema covardia usando suas prerrogativas funcionais como força de coação e obtendo dos subjugados mais meios, ainda que falaciosos, a dar curso ao seu ódio pessoal, mais forte do que político, a um ex-presidente a quem inveja por o ver acima dos horizontes a que possa chegar. Essa mágoa é insuportável. Pouco lhe importa que em sua sanha de perseguição tenha tido desastres que destruíram parte da economia do país e posto obstáculos ao seu crescimento futuro com alienação de indústrias e até cerceamento de ação de um dos poucos cérebros nacionais, que já nos dera impulso no campo de energia nuclear. Afinal em sua formação - feita nos EUA sob auspícios de CIA, o fito era esse mesmo! Ser visto como TRAIDOR, pouco lhe importa já que goza de meios abundantes de moedas nacionais e estrangeiras, de obtenção próprias ou de colaboração uxória. De outro lado, temos em vista o reconhecimento a um ex-presidente que teve após seus mandatos uma consagração universal por seu descortino e empenho em dar equilíbrio social, possível, ao país. Quase antagônicos em suas formações, um nascido e criado com fortuna, e outro que nasceu e cresceu em luta. Mas a vida no seu enquadramento fez do pobre o "cara", como cognominado por esferas poderosas do mundo. Que em suas administração do país deu uma década de paz social e crescimento material a todos os brasileiros. Bem diferente do outro, que tem as armas com seu uso covarde de por não honrar sua função. Entre os dois, pois, "o coração dos brasileiros balança"como se diria em Cyrano de Bergerac.  É de se ver que traidor ou odioso ou covarde, o lado que tem essa força e a tem por cessão de gente poderosa. São os empresários (fiesp) que representam o neocapitalismo que os EUA querem ver aqui e não economizam meios para essa campanha e que já provaram em 64, que são capazes de usar todas as fardas nacionais como reles serviçais. Enquanto a outra senda tem apenas o reconhecimento pela ideologia de paz social, de crescimento e igualdade social. Seria o cúmulo aos olhos isentos do mundo que tal disparidade se dê, e mais, com a cumplicidade dos 'eruditos' togados que não cessam de participar de conferências e tertúlias internacionais de pregação das virtudes  de uma justiça e valores éticos. MAS É ASSIM. EMBORA O PAÍS DESPENDA RECURSOS PARA TAIS CURSOS INTERNACIONAIS, O RESULTADO É PÍFIO.  SÃO CAPAZES DE REPETIR ALGARAVIAS SOBRE DOUTRINA, MAS COMO SE NÃO ENTENDESSEM O QUE FALAM, NEM SE INCOMODAM COM O TAL SERVIDOR, CALOURO NA FUNÇÃO, QUE SE DESMANDA E CONSPURCA O DIREITO COMO SE FOSSE MAIS IMPORTANTE CUMPRIR MISSÃO DA CIA DO QUE HONRAR SUA PÁTRIA.
    8\05\17
    Corrupção a Brasileira:
    Os registros da literatura, implacáveis, mostram a gemelaridade dos brasileiros com a corrupção. A já famosa carta de Pero Vaz Caminha em que o escriba 'se vale da oportunidade' para pedir emprego a parente é apenas um indício do espírito prático que vicejaria nas terras descobertas. Nem o Zé Colmeia, dito o mais esperto do ursos, ganharia dos nacionais médios e perderia de goleada dos políticos todos. Políticos, no caso de togados, fardados, engravatados e demais degenerados. Por vantagem material vendem tudo! Também aqueles que oferecem garotas brasileiras para estrangeiros, todos se dispõem a ganhar algum sem escrúpulos de ordem qualquer. Juízes que deveriam zelar pela condição moral da sociedade tomam a dianteira se locupletando por meio de interpretação maliciosa de uma adrede preparada 'loman' que, industriada, propicia-lhes ganhos impróprios e imorais. Os que se elegem para cuidar do bem comum pensam da mesma forma, isto é, primeiro eu e os meus! Ficou conhecido o golpe mesquinho de um Duque que usava os óbitos na guerra do Paraguai para engordar sua fortuna e cuja expertise se segue até nossos dias. Legisladores se dão de forma desavergonhada vantagens semelhantes a dos juízes. Procuradores do MP, idem. Sobraria alguém? Empresários criativos sob manipulação de encíclicas papais (Rerum Novarum+Quadragésimo Ano), obtiveram a criação do Sistema S, cuja rica fonte de meios sustenta suas federações (FIESP, etc) com o nosso dinheiro e que usam imediatamente para propósitos políticos/partidários sem qualquer restrição de MP, Justiça etc. Essa é a realidade. Mas até esse viés corrupto se presta para uso dos vivos e poderosos dominadores do mundo - os EUA. Com sua perspicácia e com a indignidade nacional brasileiro, da mesma forma como antes formavam as mentes de militares do chamado Estado Maior (1964) para os usarem em seu golpe, agora convocaram togados para curso de sabotagem ao pais. Como é da cultura enraizada desde o início, não seria um formação medíocre e meramente formal de escola de Direito que iria transformar 'vivo' em patriota. E, daí, ora vemos um dos togados que recebe o dobro ou triplo do seu salário legal, dando aulas midiática e censurando corrupção alheia. Nem se deu ao trabalho de explicar sua conduta em trapalhada milionária de nome BANESTADO que envolveu ladrões de alto coturno. E se faz tão gritante o absurdo de ter raposa tomando conta do galinheiro que os demais frangotes já estão levantando a voz e os chamando de moleques. O absurdo, porém, é o rol de consequências dessa marota intervenção estrangeira com aproveitamento da fraqueza de caráter dos brasileiros. Já estamos assistindo o esboroar da democracia ainda em juventude e a transformação do que deveria seu uma república em Gleba sob controle americano com uso dos capachos togados postos como 'suseranos'. Triste final de sonho de uma pátria que tinha tudo para ser grande entre os grandes e que se fez pequena por venalidade e corrupção de seus gerentes e povo cordato.

    quinta-feira, 4 de maio de 2017

    4\5\2017

    Quando Temer usurpador diz publicamente que vai 'cortar' empregos concedidos a parlamentares em razão de seus votos contra propostas que mandou ao Congresso, queira ou não,ridiculariza o nosso sistema democrático. Dá verdadeira aula de cinismo e criminologia aplicada. Registra-se no Código Penal como crime de extorsão: Art 158) Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça e com intuito de obter...indevida vantagem...a fazer...ou deixar de fazer alguma coisa. Ora, se deputados ou senadores são eleitos pelos cidadãos sob a égide de estarmos em democracia e serem os representantes disso, o cerceamento de voz ou liberdade deles é ofensa e desacato ao regime. Há dois momentos a considerar nessa conduta infame:
    1) A que título se covarde dos meios da nação. Se são empregos para essa manipulação, subvertem a moralidade de estar dando esmola com as mãos do erário - forma de indesmentível gatunagem e uso criminoso da função. Isso embora
    seja de conhecimento amplo, nunca deixou de ser ato indigno sob exame da ética.
    2) De ora fazer sob pretexto de extorsão a ameaça ou prática do ato de demitir tais protegidos mexe com os mais elementares valores humanos junto com a moralidade política, administrativa. Se são os nomeados apenas figuras desimportantes e descartáveis como parecem ser, passa a ser corrupção e grossa em uso pela presidência usurpada. Mas acima de tudo, intolerável a quem restar alguma dignidade e zelo por ela, é o achincalhe do regime democrático que se tisna nesses atos. O congresso tem e deve ter a função de ponderação aos caprichos e atos menos dignos que o executivo possa querer. São, por definição, a voz do povo a fazer o equilíbrio necessário. Se for admitido que sejam comprados ou extorquidos por consequência de desejos de um usurpador se desfaz a própria essência da democracia e da letra da Constituição Federal. E mais, é uma exposição pública de cometimento do crime descrito, que como diria o filósofo, faz mais do que ensinar porque arrasta pelo exemplo! Tudo indica que estamos enveredando para o mundo de crime total. O já famoso PCC com voz no STF. Os ministros do dito se dão direito a ser políticos/partidários indo ao extremo de agir no golpe contra a presidência eleita sob efeito da lei, que admitem a cada dia benesses imorais aos seus salários de marajás em acinte vergonhoso aos cidadãos. E com a prática que acima descrevemos no ritual de aprovação de caprichos do executivo que tem 'fumus' de ter origem dos golpistas americanoides...que resta aos brasileiros em termos de crédito a todos, sem esquecer o silêncio cúmplice das fardas que a tudo assistem enquanto tomam seu chá nos cassinos das casernas?

    quarta-feira, 3 de maio de 2017

    2\5\17

    Depois de tudo que vi no dia de hoje,cabe dizer: O Procurador Geral da República é leitor inveterado de Kafka, de quem aprecia em especial "O Processo" e "O Castelo". Também le e relê "Alice no País das Maravilhas".
    Assim caminha o Brasil...
    A classe média reclamou dos pobres em aeroportos e agora os encontra nas rodoviárias
    3\05\17

    Pretensão e Água Benta
    Antigamente se dizia que pretensão e água benta cada um usa o quanto quiser. Mas comporta um porém: o ridículo evidencia os atos indignos e expõe seus atores. Até o que poderia passar como irônico fica com a marca jocosa quando ultrapassa as medidas. Se um qualquer, pode ser prefeito ou coronel do lugarejo, usar a pia batismal da igreja para lavar suas mãos sujas não faltarão beatas e comadres para registrar o desacato. O que estamos presenciando no âmbito da chamada 'lavajato' é exatamente isso! Um frangote mal empenado perdeu noção de valores e está pretendendo limpar suas unhas na pia de água benta. Sem competência e base legal, fez por querer discriminar entre dádivas recebidas por um presidente do país o que, a seu critério, deveria guardar para si, sem sequer ter noção de valores (materiais ou morais ou estimativos por razões que não lhe dizem respeito). Por que se dá poder desse discernimento? Há regulamentação legal que confere a verificação dessa matéria com critérios e ponderações necessárias no esquema administrativo que, logo, tem competência exclusiva e de direito, e não foi criada "ad hoc" para festejo de mídia. Mas quem recebe uma dádiva é que senhor do ato, que tem a prerrogativa para saber se a significação de um bem tem ou não raízes pessoais entre ofertante e recebedor. Ademais, a pessoa que recebe tem competência delegada de quem pode atribuir tal poder - o povo, que lhe deu a função que engloba isso e muito mais! O só fato de ter retirado os bens de onde se guardavam deveria gerar um pedido de desculpas e não a ideia de explorar um viés para obtenção de mais odiosidade com que manipula seus atos. Não seria mais correto e digno, a si mesmo, a seus pares e a toda a nação que cuidasse de sua própria imagem? Não são poucas as manchetes que escancaram a pouca vergonha atual no mundo das togas em que mais de 70% dos juízes e procuradores se locupletam com 'aumentos ou penduricalhos' imorais ou de legalidade controvertida e lhes põem como ratazanas nos cofres do erário. Está assim o tal moço, sem noção de valor, colocando suas mãos encardidas na água benta com a desfaçatez de se sentir no direito. DIREITO? Mas, até quando os demais quadros judiciais manterão tolerância a essa sequência ridícula de atos impróprios que pisoteiam o bom senso, direito e leis?

    https://ocontroversoblog.wordpress.com/2017/05/03/pretensao-e-agua-benta/

    segunda-feira, 1 de maio de 2017

    Os brasileiros que se encaixam no padrão de dignidade estão atônitos. Dignidade essa, referente aos que pertencem à classe que trabalha para viver. Que não são pendurados em sinecuras ou privilégios imorais e que não participam de transações imorais oficiais ou oficiosas. Isso, nos dias atuais, exclui os togados e políticos e infelizmente, mais uma vez, os fardados. Neste momento em que nos sentimos tomados por um clima de ÓDIO indesejável tanto quanto inegável, todas as forças institucionais deveriam estar empenhadas na recomposição da paz social...
    E o que vemos? Parece um lance sádico de se por mais lenha na fogueira. 
    Obrigada pelo abraço diário, trabalhadores do Brasil.
    --------------------------
    1 de maio
    Parabéns vagabundos da FIESP : símbolo do pré-capitalismo explorador de mão-de-obra escrava. Entidade que representa o segmento empresarial mais retrógrado do Brasil, defensor da extinção das leis do trabalho, substituindo-as por normas de "terceirização". Ponto máximo da alienação dos imbecis que querem a quebra da Ordem e se deixam acolher a sua sombra.
    ------------------------
    O sr Dallagnol é membro da Igreja Batista de Bacacheri, bairro de Curitiba, onde costuma ministrar palestras com seu indefectível powerpoint. Usa de imagens fortes para impactar as plateias. O mesmo sujeito que apontou Lula como “comandante máximo” e “grande general” da “propinocracia” gosta de lembrar que “a corrupção é uma assassina sorrateira, invisível e de massa”, uma “serial killer que se disfarça de buracos de estradas, de falta de medicamentos, de crimes de rua e de pobreza.
    O analfabetismo fanático que empolga as cabeças vazias dos que, se tivessem covardia suficiente, andariam pelas ruas a espancar os que pensam.
    --------------------------
    É preciso ir às ruas, dar muito mais do que um insignificante MINUTO DE ATENÇÃO.
    Estamos com as mãos dadas: operários, comerciários, bancários, professores, motoristas, caminhoneiros, pescadores... 
    Todos e Todas que fazem o POVO BRASILEIRO. Venceremos, mesmo com a covardia e mentiras dos que estão usando maldosamente o Poder.