quarta-feira, 5 de julho de 2017

 5\7\17

Lembro de ter lido uma definição de 'ponto de vista' que segundo o MILLOR era aquilo que nos levava a xingar o motorista enquanto pedestre e xingar o pedestre enquanto motorista.  Vem ao caso, agora, uma situação que lembra muito esse raciocínio. É da praxe em nossa  vida ver julgamentos dos juizes se comunicando e aceitos pela inércia moral e pela acomodação dos macunaímas nacionais. Só que nesta Estação da Via Crucis em que a Justiça  nos colocou, há um despertar de nosso instinto de sobrevivência e dúvida sobre TODAS as autoridades constituídas e,  inevitavelmente, se inverte a origem dos julgamentos.  A cada brasileiro HONESTO surge a dúvida de onde se está conduzindo nosso país sob GOLPE coordenado pelo STF - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL... Como podem os contribuintes analisar um corpo que tem poderes delegados pela Lei para dirimir as questões em sua última palavra e dar validade e conformidade aos dissonantes 'imbroglios' da política ou sobrevivência social, quando veem tais autoridades com olhos cúpidos nas arestas de suas próprias criações se tipo LOMAN para ação de sugar o sangue do erário para seu gozo e benefício exclusivo?  E, no momento agudo em que vivemos o crime ruidoso de um GOLPE contra a democracia e atingindo e ceifando a manifestação dos eleitores (em sua maioria), a ação dessas ditas autoridades se omitiram covardemente deixando que o DIREITO fosse dito por leigos famélicos e espumando de ânsia de roubar o poder? Essa COVARDIA que marcará a memória social se fez seguir por um funesto desfile de togados em cortejo a um escroque escolhido para lhes dar mais um "aumento salarial"... Seria apenas um exemplo de mesquinhez e formação canhestra a se mostrar dominante no grupelho que não se dava ao respeito, mas e após?  Que fez esse plantel a quem a lei defere o maior salário público nacional? Com ventres fartos passaram a 'giboiar', esquecendo-se de que o golpe que ajudaram na perpetração estava pondo o país como frágil embarcação em um tormentosa maré de ações antibrasileiras, antirrepublicanas e antissociais? Até um bissexto general vem de nos classificar com 'nau sem rumo'.  Podem todos os togados continuar em seus recessos dormindo seus ricos sonhos e esquecer que o golpe se descobriu com as investigações, como fruto de compra imoral e deslavada dos legisladores que votaram o dado IMPEDIMENTO, sob tal suborno que tisna as lindes do próprio STF por seu membro robusto mais saliente? Por que não quiseram até o momento dar uma analisada nessas circunstâncias que jogaram o Brasil no mar de lama em que se afunda como em uma areia movediça? Com todo o poder teórico em que se colocam estão, queiram ou não, esses togados e muitos de seus braços nefastos sob julgamento dos brasileiros que lhes pagando, tem legitima expectativa de ter sua ação de dever. Até quando se extasiarão com seus regalos e se omitirão? Talvez ninguém tenha poder de proferir uma ameaça real, mas ninguém igualmente pode descurar que a há no ar. As revoltas provêm dos estômagos e fígados que, no momento de saturação podem dar vazão ao retorno do ódio que estão semeando. Como se dizia nos compêndios de Direito Romano - Até quando Catilina, abusarás de nossa paciência?

Nenhum comentário:

Postar um comentário